Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


PRIMAZIA DO AGORA

(AUTOLUCIDOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
A primazia do agora é o posicionamento de a consciência dar prioridade de
tempo e atenção ao momento presente, sem desconsiderar as experimentações passadas e os pro-
jetos futuros.
Tematologia.
Tema central neutro.
Etimologia.
O termo primazia vem do idioma Latim Medieval, primatia, “superiorida-
de; excelência”. Apareceu no Século XVII. O vocábulo agora vem do idioma Latim, haec hora,
“nesta hora; neste momento”. Surgiu no Século XVIII.
Sinonimologia:
1. Primazia do instante presente. 2. Primazia do momento vivido.
3. Primado do aqui-agora.
Antonimologia:
1. Primazia do ontem. 2. Primazia do amanhã. 3. Obnubilação.
Estrangeirismologia:
o momento do turning point; o instante do insight; a experiência
da mindfullness.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à Priorologia Evolutiva.
Megapensenologia.
Eis 3 megapensenes trivocabulares relativos ao tema: - Hoje: pri-
mazia evolutiva
. Vida: presente eterno. Autevolução ocorre agora.
Coloquiologia:
a hora de encarar a vida como ela é; a hora de não deixar para depois;
a hora de não permitir o tempo passar sem ser visto; a hora de tornar-se quem se quer ser; a ho-
ra
de pensar corretamente; a hora de ser, fazer e reagir diferente; a hora da virada evolutiva;
a hora de sair de si e deixar de lado as ruminações mentais para enxergar as consciências assistí-
veis.
Citaciologia:
- Nunca fazemos questão do tempo presente. Antecipamos o futuro como
lento demais a chegar, como para apressar-lhe o curso; ou chamamos de volta o passado, para
o deter como demasiadamente rápido; tão imprudentes que vagueamos nos tempos que não são
nossos e não pensamos naquele único que nos pertence; tão vãos que sonhamos com os que já
não são nada e escapamos sem reflexão ao único que subsiste
(Blaise Pascal, 1623-1662).
Ortopensatologia.
Eis 3 ortopensatas pertinentes ao tema, citadas na ordem alfabética:
1. “Dependências. O passado depende mais da memória, o presente do autodiscerni-
mento e o futuro da imaginação.
2. “Desperdício. Quem pensa unicamente no passado, ou no futuro, desperdiça o pre-
sente”
.
3. “Eternidade. A eternidade é a ininterrupta duração do presente.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da hiperacuidade multidimensional; os lucidopen-
senes; a lucidopensenidade; os prioropensenes; a prioropensenidade; o corte dos oniropensenes;
a contenção da oniropensenidade; a opção pelos ortopensenes; a construção da ortopensenidade;
a dedicação aos evoluciopensenes; a consolidação da evoluciopensenidade; a autopensenização
com a prevalência do passado ou futuro sendo capaz de anestesiar as apreensões da realidade;
o espaço pensênico deixado livre para sustentar a atenção ao presente; o favorecimento à clareza
autopensênica; a autopensenidade vigilante; a assunção da responsabilidade pelo conteúdo da au-
topensenização; a pesquisa das temáticas recorrentes nos autopensenes durante os solilóquios;
o momento de reciclar os autopensenes; a escolha diária pela disciplina autopensênica; a ruptura
com possíveis hábitos patopensênicos; a criação e conservação de holopensene existencial desas-
sediado, harmônico, revigorante favorecendo a produtividade autevolutiva; a implantação gradati-
va, a cada instante vivido, de holopensene pessoal pró-evolutivo.

Fatologia:
a primazia do agora; a opção pela lucidez quanto ao vivenciado no presente;
o respeito ao momento presente; o agora enquanto o único tempo disponível para ser vivido; a au-
texperimentação somente ocorrendo no agora; a brevidade do instante presente; o controle da an-
siedade requerido para lidar com a celeridade da dissipação do agora; o instante capaz de determi-
nar o ato do próximo instante; o ato presente trazendo consequências para o futuro mediato e ime-
diato; o apego ao passado e o medo do futuro obscurecendo a visão do presente; os passatempos
inúteis desperdiçando o tempo de hoje; os excessos da presença virtual levando às ausências no
presente real; a curiosidade e o interesse trazendo o foco mental para o presente; o choque de rea-
lidade trazendo compulsoriamente o foco mental para o agora; a conexão com o ambiente viven-
cial; a hiperacuidade quanto ao contexto evolutivo experienciado; as pré-concepções arraigadas
impedindo a análise correta da vivência presente; o comprometimento afetivo e cognitivo com
a realidade do entorno favorecendo o aumento de acertos evolutivos.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático favorecendo a fixa-
ção do foco mental no aqui-agora multidimensional; o momento de manter os resguardos holosso-
máticos; o instante das paraexperimentações; a atenção dividida necessária para ater-se ao presen-
te multidimensional; o desenvolvimento parapsíquico requisitando a atenção concomitante nos fe-
nômenos e parafenômenos; a lucidez física refletindo na qualidade da paralucidez; a prontidão
holossomática favorecendo viver-se evolutivamente cada momento da existência.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo agudez dos sentidos somáticos-agudez dos atributos
mentais-agudez das percepções extrassensoriais;
o sinergismo autolucidez intrafísica-paralu-
cidez
.
Principiologia:
o princípio de todo momento ser único; o príncípio do devagar e sem-
pre;
o princípio do exemplarismo cosmoético; o princípio do posicionamento pessoal (PPP);
o princípio de não acumpliciamento com o erro identificado; o princípio pessoal de ser preferível
a dura realidade à mais doce ilusão;
o princípio da descrença (PD).
Codigologia:
o código pessoal de Cosmoética (CPC) auxiliando a sopesar o melhor a ser
feito a cada minuto vivido.
Tecnologia:
a técnica de aproveitamento máximo do tempo evolutivo; a técnica do aco-
plamento energético;
a técnica da desassim; a técnica do autencapsulamento energético; a técni-
ca da esnobação cosmoética;
a técnica da autodisciplina pensênica; a técnica da passividade
alerta
.
Voluntariologia:
a teática multidimensional do voluntário conscienciológico.
Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da vida cotidiana.
Efeitologia:
os efeitos do passado na construção do presente; os efeitos do presente na
construção do futuro
.
Neossinapsologia:
o incremento voluntário de estímulos favorecedores da formação de
neossinapses.
Ciclologia:
o ciclo sementeira-colheita; o ciclo assim-desassim.
Enumerologia:
a vivência da atenção plena; a consciência da respiração; a sensação do
toque físico; a experimentação da troca afetiva; a constatação do intercâmbio energético; a apre-
ensão da realidade multidimensional; a exercitação da autovigilância holossomática. A vivência
do prazer e da dor; a consciência da alegria e da tristeza; a sensação do relaxamento e da tensão;
a experimentação da lucidez e da obnubilação; a constatação do autocontrole e do autodesequilí-
brio; a observação do enfrentamento e da esquiva; a exercitação da neovivência e do condiciona-
mento. A vivência do encontro e da despedida; a consciência da fala e da escuta; a sensação da
atração e da repulsa; a experimentação do apego e do desapego; a constatação do amparo e do as-
sédio; a observação da conexão e da desconexão; a exercitação do convívio e do isolamento.

Binomiologia:
o binômio cronêmica-proxêmica; o binômio anterioridade-posteriorida-
de;
o binômio saudade do passado-esperanças do futuro; o binômio higiene holossomática-
-desintoxicação consciencial;
o binômio harmonia holossomática-disciplina mentalsomática.
Interaciologia:
a interação lembrança incômoda-preocupação futura; a interação revi-
vendo o passado-ensaiando o futuro;
a interação ressentimento do passado-medo do futuro;
a interação entorpecimento sensório-insensibilidade parapsíquica; a interação fragilidade emo-
cional-fantasia;
a interação imaginação indomada-confusão mental; a interação apego ao pas-
sado e ao futuro-negação do presente
.
Crescendologia:
o crescendo completismo diário-completismo existencial; o crescendo
autobiografia-holobiografia
.
Trinomiologia:
o trinômio alienante passado fantasiado-presente imaginário-futuro
idealizado;
o trinômio aqui-agora-já; o trinômio motivação-trabalho-lazer.
Polinomiologia:
o polinômio patológico preocupação-ansiedade-estresse-esgotamento-
-infelicidade
.
Antagonismologia:
o antagonismo presença / ausência; o antagonismo comportamental
escolha lúcida da ação / piloto automático.

Paradoxologia:
o paradoxo de a fuga do presente para proteger-se do desprazer poder
impedir o desfrute dos momentos prazerosos;
o paradoxo de o pequeno prazer momentâneo ser
capaz de acarretar grande desprazer no futuro;
o paradoxo de o presente já ser o futuro
evolutivo
.
Politicologia:
a meritocracia evolutiva.
Legislogia:
a lei de causa e efeito.
Filiologia:
a conscienciofilia; a assistenciofilia; a neofilia; a cognofilia; a parapsicofilia;
a priorofilia; a cosmoeticofilia.
Sindromologia:
a automatização do presente na síndrome da robotização existencial;
a dulcificação do presente na síndrome de Poliana; a dramatização do presente na síndrome da
autovitimização
.
Mitologia:
o mito da falta de tempo; o mito da realidade imutável.
Holotecologia:
a experimentoteca; a psicossomatoteca; a comunicoteca; a convivioteca;
a socioteca; a hemeroteca; a parafenomenoteca.
Interdisciplinologia:
a Autolucidologia; a Priorologia; a Autodiscernimentologia; a Pa-
rapercepciologia; a Autopesquisologia; a Proexologia; a Comunicologia; a Reeducaciologia;
a Recinologia; a Holomaturologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassisten-
cial; a conscin enciclopedista.

Masculinologia:
o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador extrafísico; o in-
termissivista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o comunicólogo; o conscienciólogo;
o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista;
o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelec-
tual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciolo-
gista; o pesquisador; o pré-serenão vulgar; o projetor consciente; o tertuliano; o verbetógrafo;
o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação.

Femininologia:
a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora extrafísica;
a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a comunicóloga; a consciencióloga;
a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista;
a proexóloga; a reeducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelec-
tual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciolo-

gista; a pesquisadora; a pré-serenona vulgar; a projetora consciente; a tertuliana; a verbetógrafa;
a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.
Hominologia:
o Homo sapiens autolucidus; o Homo sapiens attentus; o Homo sapiens
atilator;
o Homo sapiens prioritarius; o Homo sapiens lucidologus; o Homo sapiens proexolo-
gus;
o Homo sapiens despertus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
primazia do agora equivocada = o monopólio da atenção ao presente, es-
quecendo de relacionar os atos de hoje às prováveis consequências para o porvir; primazia do
agora acertada = a prevalência da atenção ao presente, aproveitando os atos de hoje para efetivar
as recomposições necessárias, as autoqualificações esperadas e as preparações planejadas.

Culturologia:
a cultura da hiperacuidade multidimensional.

Motivaciologia.
Sob a ótica da Parapatologia, eis, por exemplo, em ordem alfabética,
5 condições nosográficas passíveis de serem mantidas pela ausência de primazia do agora:
1. Devaneio. O uso de fantasias monopolizadoras do mundo íntimo para não enfrentar
certa realidade considerada desagradável. Desse modo, mantém-se tal realidade inatacada.
2. Insônia. A sucumbência às estressantes ruminações infrutíferas sobre o vivido e as
preocupações mortificadoras quanto ao futuro. Desse modo, inaproveita-se o horário previsto ao
descanso.
3. Procrastinação. A elaboração de desculpas para adiar o cumprimento de compromis-
sos para quando algo idealizado vier a acontecer. Desse modo, aumenta-se o rol de pendências in-
solúveis.
4. Saudosismo. O apego ao passado idealizado. Desse modo, permite-se novas perdas
de oportunidades e companhias no presente.
5. Tédio. A opção pelo menosprezo do agora. Desse modo, desperdiça-se o tempo intra-
físico disponível.

Benefícios.
Concernente a Autolucidologia, eis, por exemplo, em ordem alfabética, 9 es-
pecialidades conscienciológicas com os respectivos benefícios evolutivos provenientes da pri-
mazia do agora:
1. Autopesquisologia: a verificação das reações holossomáticas usuais; a percepção das
dores emocionais para poderem ser tratadas e superadas. O desapego da infelicidade passada dis-
sipa as patoenergias associadas e permite usufruir do presente.

2. Despertologia: a sustentação da autoimunidade perante as pressões holopensênicas
obnubilantes; a manutenção da refratariedade às intrusões patopensênicas. A capacidade de dia-
gnosticar e proteger-se em holopensenes assediados permite a consolidação da autodesassedia-
lidade.

3. Discernimentologia: a decisão pensada sobre agir ou reagir a determinado contexto;
a deliberação sobre desfrutar, adiar ou recusar a satisfação. A autocrítica aplicada ao agora per-
mite a avaliação da escolha diária entre enfrentar a realidade ou refugiar-se na fantasia.

4. Energossomatologia: a constatação das interações energéticas onipresentes; a confir-
mação das repercussões energéticas das evocações de conscins e consciexes. A perspicácia ener-
gossomática permite optar oportunamente pelo acoplamento ou autencapsulamento energéticos.

5. Lucidologia: a hiperacuidade quanto às sensações, percepções e parapercepções, sem
interferência de onirismos e achismos; a atenção às condições passíveis de obscurecer a acuidade
dos próprios atributos conscienciais. A minimização de distorções e más interpretações permite
apreensões mais fidedignas das realidades intra, inter e extraconscienciais.

6. Parapercepciologia: a identificação de sinaléticas energéticas e parapsíquicas; a veri-
ficação da fugacidade dos parafenômenos. A diminuição de inferências dispensáveis no momento
da paravivência permite o aprofundamento no parafenômeno sem mascaramentos.


7. Proexologia: a utilização prolífica do tempo existencial; o caminho evolutivo singu-
lar traçado e trilhado conscientemente momento a momento. A clareza quanto às milhares de de-
cisões diárias inevitáveis permite a manutenção do rumo no evolutivamente prioritário.

8. Projeciologia: a sustentação da paralucidez nas projeções conscientes; a melhora nas
rememorações projetivas devido à atenção acurada aos paracontextos. A coleta de parainforma-
ções permite as autocomprovações de paravivências lúcidas
.
9. Somatologia: a correção da postura corporal; a detecção de sensações e sinais orgâ-
nicos de bom ou mau funcionamento. O estado de alerta perante as ocorrências intra e extrafísi-
cas permite a diminuição dos riscos de acidentes
.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com a primazia do agora, indicados para a expansão das abor-
dagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Anestesia midiática: Psicossomatologia; Neutro.
02. Apego à perda: Perdologia; Nosográfico.
03. Apreço pela autolucidez: Autolucidologia; Homeostático.
04. Aqui-agora multidimensional: Paracronologia; Neutro.
05. Autoconsciencialidade: Holomaturologia; Homeostático.
06. Autolucidez consciencial: Holomaturologia; Homeostático.
07. Choque de realidade: Surpreendenciologia; Neutro.
08. Clorofórmio popular: Intrafisicologia; Neutro.
09. Despertez: Autopercucienciologia; Neutro.
10. Evolução da autolucidez: Autolucidologia; Homeostático.
11. Hiperacuidade: Holomaturologia; Neutro.
12. Instante cosmoetificador: Autocosmoeticologia; Homeostático.
13. Momento inesquecível: Mnemossomatologia; Neutro.
14. Nível de lucidez: Autolucidologia; Homeostático.
15. Vigília contínua: Autolucidologia; Homeostático.

CADA ATO DA CONSCIÊNCIA NO
MOMENTO PRESENTE
PODE MANIFESTAR O NÍVEL DE RESPEITO AO PASSADO
PESSOAL E DE APREÇO AO PRÓPRIO FUTURO, ALÉM
DA CAPACIDADE DE
DECIDIR O MELHOR PARA TODOS.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, já fez a análise autocrítica sobre como experi-
menta o momento presente? Consegue desfrutá-lo sem ignorar as retrovivências e analisando
possíveis consequências para o futuro?

Filmografia Específica:


1. Click. País: EUA. Data: 2006. Duração: 107 min. Gênero: Comédia. Idade (censura): Livre. Idioma: In-
glês. Cor: Colorido. Legendado: Português; Inglês; Espanhol; Chinês; Coreano; & Tailandês. Direção: Frank Coraci.
Elenco:
Adam Sandler; Kate Beckinsale; & Christopher Walken. Produção: Adam Sandler; Neal Moritz; Jack Giarrapu-
to; Steve Koren; & Mark O’Keefe. Desenho de Produção: Perry Andelin Blake. Roteiro: Steve Koren; & Mark O’Kee-
fe. Fotografia: Dean Semler. Montagem: Rick Baker. Companhia: Sony Pictures. Sinopse: o estressado workaholic Mi-
chael Newman não tem tempo para a esposa e os filhos, pois vive tentando impressionar o malagradecido chefe a fim de
conseguir merecida promoção. Então, ao conhecer Morty, vendedor maluco, ele encontra a resposta para as orações:
o controle remoto mágico lhe permitindo contornar pequenas distrações cotidianas com resultados progressivamente de-
sastrosos. Mas quando utiliza demais o aparelho, deixando mudo, pulando cenas e voltando outras com a família e ami-
gos, o controle gradualmente toma conta da vida e começa a programá-lo nesta agitada e engraçada comédia totalmente
fora de controle.

Bibliografia Específica:


1. Lopes, Adriana; Sensos Evolutivos & Contrassensos Regressivos: o Estudo Contraponteado do Autodis-
cernimento quanto à Maturidade Consciencial;
2
a
Ed.; pref. Antonio Pitaguari; 640 p.; 3 seções; 44 caps.; 9 citações;
e-mail;
391 enus.; 1 foto; glos. 200 termos; 1 microbiografia; 19 siglas; 8 tabelas; posf.; 327 refs.; 2 apênds.; alf.; 22,5
x 16 x 3 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2018; página 152.
2. Rónai, Paulo; Dicionário Universal Nova Fronteira de Citações; Revisores Marco Antonio Varella Alliz;
Umberto Figueiredo Pinto; & Henrique Tarnapolsky; 3
a
Ed.; Nova Fronteira; Rio de Janeiro; 1885; página 795.
3. Tolle, Eckhart; O Poder do Agora: um Guia para a Iluminação Espiritual; (The Power of Now); trad. Iva
Sofia Gonçalves Lima; revisores Antonio dos Prazeres; Renata Dib; & Sérgio Bellinello Soares; 240 p.; 10 caps.; alf.; 21
x 14 cm; br.; Sextante; Rio de Janeiro; 2002; páginas 15 a 71.
4. Vieira, Waldo; Léxico de Ortopensatas; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 2 Vols.; 1.800
p.; Vols. 1 e 2; 1 blog; 652 conceitos analógicos; 22 E-mails; 19 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 17 fotos;
glos. 6.476 termos; 1. 811 megapensenes trivocabulares; 1 microbiografia; 20.800 ortopensatas; 2 tabs.; 120 técnicas lexi-
cográficas; 19 websites; 28,5 x 22 x 10 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas
482, 505 e 645.
5. Willians, Mark; Penman, Willians; Atenção Plena: Mindfulness - Como Encontrar a Paz em Um Mundo
frenético;
(Mindfullness: a practical guid to finding peace in a frantic world); trad. Ivo Korytowski; revisores Hermínia
Totti; Jean MarcelMontassier; & Renata Dib; 208 p.; 12 caps.; 37 enus.; 2 esquemas; 16 x 23 cm; Sextante; Rio de
Janeiro; 2015; páginas 10 a 44.

A. L.