Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


PRERROGATIVA

(AUTOPRIOROLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
A prerrogativa é o privilégio, vantagem, apanágio, poder, regalia, imunida-
de ou direito especial inerente a determinado cargo, função ou posição alcançada pela conscin,
homem ou mulher, na vida intrafísica ou social.
Tematologia.
Tema central neutro.
Etimologia.
O termo prerrogativa vem do idioma Latim, praerogativa, “ação de votar
em primeiro lugar; indício; sinal; a centúria que votava em primeiro lugar; e por extensão, privilé-
gio”. Surgiu no Século XV.
Sinonimologia:
01. Privilégio. 02. Regalia. 03. Vantagem. 04. Direito. 05. Ganho
consensuado. 06. Proveito consentido. 07. Condição alcançada. 08. Prestígio. 09. Beneficia-
mento. 10. Valimento.
Neologia.
As duas expressões compostas prerrogativa regressiva e prerrogativa evoluti-
va
são neologismos técnicos da Autopriorologia.
Antonimologia:
01. Desvantagem. 02. Dever. 03. Obrigação. 04. Encargo. 05. In-
cumbência. 06. Compromisso. 07. Sobrecarga. 08. Ônus. 09. Equalização. 10. Isonomia.
Estrangeirismologia:
o dumping; o primus inter pares; de jure et facto; o ius
en re;
o jus commune.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, especificamente do autodiscerni-
mento convivencial.
Megapensenologia.
Eis 4 megapensenes trivocabulares apontando sínteses do tema: -
Prerrogativa: condição ambígua. Direitos acarretam obrigações. Sabedoria gera poder. O poder
enlouquece.


II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da administração evolutiva.

Fatologia:
a prerrogativa; a prerrogativa da Ciência; a prerrogativa do mais relevante
evolutivamente; a prerrogativa de voluntariar; a prerrogativa de poder exemplificar; a prerroga-
tiva
existente; a prerrogativa descabida; a autoconsciência das próprias prerrogativas; o abuso da
prerrogativa; o privilégio injusto; o monopólio; o oligopólio; a regalia desonesta; as ilegalidades;
a exceção; a conduta-exceção; o atributo; a competência; a distinção; a franquia; a salvaguarda;
a liberdade; a precedência; a condição especial; a qualidade; a honraria; a atribuição; a isenção;
o mérito; o título; a superioridade; a hegemonia; o mal do nepotismo; o autoritarismo; a prepotên-
cia; a autocorrupção; as informações privilegiadas; a força presencial; o privilegiado pode ser
membro da minoria anticosmoética; a prerrogativa de viver no Terceiro Milênio (Civilizaciolo-
gia); a vida humana atual valendo 15 retrovidas; a primazia do domínio da escrita; a prerrogativa
de atender assistidos diariamente na tenepes.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático.

III. Detalhismo

Principiologia:
o princípio interassistencial de quem aprende deve ensinar; o princípio
da responsabilidade
.
Teoriologia:
a teoria do abuso do direito; a teoria dos direitos fundamentais.
Tecnologia:
a técnica do desconfiômetro; a técnica da resolução pacífica de conflito;
a técnica do exemplarismo.

Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da Autoconscienciometrologia; o la-
boratório conscienciológico da Evoluciologia;
o laboratório conscienciológico da Mentalsoma-
tologia;
o laboratório conscienciológico da Cosmoeticologia; o laboratório conscienciológico da
proéxis;
o laboratório conscienciológico do Curso Intermissivo.
Enumerologia:
o privilégio da sanidade mental; a regalia do curso superior; o poder do
autoparapsiquismo; o apanágio do Curso Intermissivo (CI); a vantagem da inteligência evolutiva
(IE); a imunidade da desperticidade; o direito ao autodiscernimento da priorização.
Binomiologia:
o binômio direito-dever; o binômio tacon-tares; o binômio amplificador
da consciencialidade-força presencial;
o binômio débito-crédito; o binômio especialismo holo-
biográfico-autorrevezamento multiexistencial
.
Interaciologia:
a interação mérito-prerrogativa; a interação cidadão-povo; a interação
autassédio-heterassédio;
a interação megatrafor-materpensene; a interação anomalia-singulari-
dade
.
Trinomiologia:
o trinômio questão-pendência-dilema; o trinômio interesse-meta-evo-
lução;
o trinômio autorganização-continuísmo-meta; o trinômio reurbanização-reeducação-res-
socialização;
o trinômio liderança-liberdade-responsabilidade.
Polinomiologia:
o polinômio forças-fraquezas-ensejos-coerções.
Antagonismologia:
o antagonismo prerrogativa leve / prerrogativa pesada; o antago-
nismo prerrogativa mínima / exorbitância máxima;
o antagonismo regra / exceção; o antagonis-
mo acerto / desacerto;
o antagonismo prerrogativa justa / prerrogativa injusta; o antagonismo
autoridade moral / excesso de autoridade;
o antagonismo inclusão / exclusão; o antagonismo lí-
cito / ilícito;
o antagonismo fartura / escassez; o antagonismo apologia / depreciação.
Politicologia:
a autocracia; a monocracia; a despotocracia; a cerberocracia; a oligocra-
cia
; a meritocracia; a lucidocracia.
Legislogia:
a lei do Gersismo de obter vantagem em tudo; a lei do menor esforço; a lei
do maior esforço;
a lei do retorno.
Filiologia:
a conscienciofilia; a xenofilia; a planofilia; a conviviofilia; a assistenciofilia;
a laborfilia; a evoluciofilia.
Fobiologia:
a hipegiofobia.
Sindromologia:
a síndrome do topo da hierarquia.
Holotecologia:
a interassistencioteca; a evolucioteca; a proexoteca; a cosmoeticoteca;
a convivioteca; a pedagogoteca; a potencioteca.
Interdisciplinologia:
a Autopriorologia; a Intrafisicologia; a Grupocarmologia; a Paras-
sociologia; a Conviviologia; a Holomaturologia; a Paradireitologia; a Privilegiologia; a Evolucio-
logia; a Proexologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a consréu ressomada; a conscin baratrosférica; a conscin eletronótica;
a conscin lúcida; a isca humana inconsciente; a isca humana lúcida; a conscin enciclopedista.

Masculinologia:
o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico;
o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolu-
tivo; o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o conscienciotera-
peuta; o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o ree-
ducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante exis-
tencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o paraper-
cepciologista; o pesquisador; o pré-serenão vulgar; o projetor consciente; o sistemata; o tertulia-
no; o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação; o observador privilegiado.

Femininologia:
a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica;
a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolu-
tiva; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a conscienciotera-

peuta; a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a ree-
ducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante
existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a pa-
rapercepciologista; a pesquisadora; a pré-serenona vulgar; a projetora consciente; a sistemata;
a tertuliana; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação; a observadora
privilegiada.

Hominologia:
o Homo sapiens sapientior; o Homo sapiens praerogativus; o Homo sa-
piens autolucidus;
o Homo sapiens vigilans; o Homo sapiens attentus; o Homo sapiens decisor;
o Homo sapiens progressivus; o Homo sapiens conscientiologus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
prerrogativa regressiva = o emprego doentio dos direitos pela conscin
superficial, primária, amadora, egoica, eletronótica e aquisitiva; prerrogativa evolutiva = o empre-
go sadio dos direitos pela conscin profunda, avançada, profissional, altruísta, conscienciológica
e distributiva.

Culturologia:
a cultura do privilégio; a cultura da impunidade.

Experimentologia.
Segundo a Cosmoeticologia, eis, por exemplo, em ordem alfabética,
3 casos públicos de prerrogativas descabidas:
1. Civil. Os civis envolvidos nos abusos aos detidos iraquianos na prisão de Abu Graib,
nos arredores de Bagdá, e ainda mantendo o emprego.
2. Militar. Os ex-ministros da Aeronáutica, do Exército, da Marinha, da Casa Militar
e o Chefe do Estado Maior, do Brasil, usando aviões oficiais para viagens de caráter pessoal.
3. Política. O partido político defensor da ampliação do foro privilegiado para ex-autori-
dades afastadas dos cargos e até estendê-lo para as ações de improbidades administrativas.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 10 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com a prerrogativa, indicados para a expansão das abordagens
detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Acerto grupocármico: Grupocarmologia; Homeostático.
02. Autocomprometimento: Proexologia; Neutro.
03. Conduta cosmoética: Conviviologia; Homeostático.
04. Fartura: Intrafisicologia; Neutro.
05. Interação dos recebimentos: Proexologia; Homeostático.
06. Interassistencialidade: Assistenciologia; Homeostático.
07. Interprisiologia: Grupocarmologia; Nosográfico.
08. Priorologia: Evoluciologia; Neutro.
09. Terra-de-todos: Intrafisicologia; Homeostático.
10. Vida humana: Intrafisicologia; Neutro.

A PARTIR DA POSSIBILIDADE DE TODA CONSCIN
OBTER ALGUMA CATEGORIA DE
PRERROGATIVA NA
VIDA HUMANA, O TEMA EXIGE, OBVIAMENTE, SER EN-
CARADO E ANALISADO INDIVIDUALMENTE POR TODOS.


Questionologia.
Quais prerrogativas você desfruta na vida humana? Você tem autocons-
ciência da qualificação e dos limites das próprias prerrogativas?

Bibliografia Específica:

1. Folha de S. Paulo; Redação; PT deve Defender Ampliação do Foro Privilegiado para Ex-autoridades;
Artigo; Jornal; Diário; Ano 84; N. 27.378; Seção: Brasil; São Paulo, SP; 18.03.2004; página A 9.
2. Glanz, James; & Brinkley, Joel; Civis envolvidos em Abusos mantêm Emprego; Reportagem; O Estado de
S. Paulo;
Jornal; Diário; Ano 125; N. 40.377; Seção: Internacional; São Paulo, SP; 05.05.2004; página A 16.
3. Netto, Wladimir; História sem Fim Jatos da FAB, Capítulo 3: os Militares, logo Eles, também passeavem
pelos Céus do País;
Artigo; Veja; Revista; Semanário; Seção: Brasil; São Paulo, SP; 02.06.1999; página 49.