Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


PARAPSICÓTICO PÓS-DESSOMÁTICO

(PÓS-DESSOMATOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
O parapsicótico pós-dessomático é a consciência extrafísica (consciex),
energívora, perturbada pelo choque da morte biológica, julgando ainda se manifestar como se
prosseguisse respirando na vida intrafísica.
Tematologia.
Tema central nosográfico.
Etimologia.
O primeiro elemento de composição para vem do idioma Grego, pará, “por
intermédio de; para além de”. O vocábulo psicose deriva do idioma Latim Científico, psychosis,
“psicose”, do idioma Inglês, psychosis, “psicose”, e do idioma Francês, psychose, “psicose”.
O prefixo pós procede também do idioma Latim, post, “atrás de; depois de (no espaço e no tem-
po); depois; em segundo lugar; em seguida; pouco depois”. O termo descartar é constituído pela
proposição des, do mesmo idioma Latim, de, “de cima de; de fora de; procedente de; em; sobre;
no alto de; debaixo de; depois de; do meio de; à custa de; feito de; em vez de; acerca de; contra”,
e pelo segundo elemento de composição cart, derivado igualmente do idioma Latim, charta, e es-
te do idioma Grego, khártés, “folha de papel; folha escrita; livro; registro público; documentos es-
critos”. Apareceu no Século XVI. A palavra somática provém do idioma Francês, somatique,
e este do idioma Grego, somatikós, “do corpo; material; corporal”. Surgiu no Século XIX.
Sinonimologia:
1. Consciex parapsicótica. 2. Parapsicótico post-mortem. 3. Perturbado
pós-dessomático. 4. Maníaco extrafísico.
Arcaismologia.
Eis expressão anacrônica relativa ao parapsicótico pós-dessomático: al-
ma penada
.
Cognatologia.
Eis, na ordem alfabética, 11 cognatos derivados do vocábulo psicótico:
megapsicose; megapsicótica; megapsicótico; parapsicose; parapsicótica; parapsicótico; pós-pa-
rapsicótica; pós-parapsicótico; pré-parapsicótica; pré-parapsicótico; psicose
.
Neologia.
As 3 expressões compostas parapsicótico pós-dessomático, parapsicótico pós-
dessomático
traumatizado e parapsicótico pós-dessomático assistido são neologismos técnicos da
Pós-Dessomatologia.
Antonimologia:
1. Psicótico pré-ressomático. 2. Conscin psicótica pré-mortem. 3. Psi-
cótica pós-parto. 4. Consciex lúcida. 5. Consciex equilibrada.
Estrangeirismologia:
o post-mortem; o modus ratiocinandi desvairado; o epitáfio rest
in peace;
o underworld; o link energético com a consciex parapsicótica; a fixação da conscin no
modus operandi
alienante trazendo desajustes na socialização, com repercussões multidimensio-
nais; o timing intermissivo para despertamento da parapsicose pós-dessomática; a paraindumentá-
ria démodé da consciex; o kit dessoma; o rapport interconsciencial; o Dessomatorium; o Trafari-
um;
o Melexarium.
Atributologia:
predomínio das percepções extrassensoriais, notadamente do autodiscer-
nimento quanto à lucidez pós-dessomática.
Megapensenologia.
Eis 2 megapensenes trivocabulares relativos ao tema: - Parapsico-
ses impedem evoluções
. A parapsicose aprisiona.
Coloquiologia:
a hipótese de a psicose ser noite sem lua da consciência; o inferninho
psicótico; as legiões de múmias ambulantes; a bucha de canhão de megassediador extrafísico.
Citaciologia.
Eis 3 citações relevantes ao tema: - Quem não sabe o que é a vida, como
poderá saber o que é a morte?
(Confúcio, 551-479 a.e.c.). Talvez a morte tenha mais segredos
para nos revelar que a vida
(Gustave Flaubert, 1821-1880). Cada um de nós tem a todos como
mortais menos a si mesmo
(Sigmund Freud, 1856-1939).
Proverbiologia.
Eis 2 provérbios, relativos ao tema: - A boa morte é a porta da boa vi-
da
. A morte é como nascer de novo, porém ao contrário.
Ortopensatologia.
Eis 3 ortopensatas, citadas na ordem alfabética, pertinentes ao tema:

1. “Anticosmoética. As reações anticosmoéticas ampliam as melexes de bilhões de
consciexes parapsicóticas, energívoras e satélites de assediadores nas paracomunidades mais som-
brias deste Planeta Terra, daí a razão dos procedimentos da Reurbanologia e da Paratransmigraci-
ologia Interplanetária em andamento.
2. “Patopensenidade. A consciex pode ser psicótica, ou assediadora das consciências,
justamente por pensar mais do que a média, contudo, de maneira patológica. O poder, no caso,
é utilizado erradamente para dominar quem pensa menos.
3. “Tempo. A sabedoria pode mais do que a loucura, por isso todos os parapsicóticos
se tornam consciexes lúcidas, ou seja, as consréus se metamorfoseiam em assistentes interconsci-
enciais, inclusive os transmigrados extrafísicos para planeta evolutivamente inferior à Terra.
O megaproblema, nesses casos, como sempre, é o tempo da autorreciclagem.

Filosofia:
o Egocentrismo; a busca da felicidade e indiferença diante da dessoma, defen-
dida pelo Epicurismo.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da obnubilação pós-dessomática; o holopensene
psicótico; o holopensene da Socin Patológica; os esquizopensenes; a esquizopensenidade; os no-
sopensenes; a nosopensenidade; o padrão pensênico monoideísta; os morfopensenes impedidores;
a morfopensenidade; os morbopensenes; a morbopensenidade; a intrusão pensênica; os retropen-
senes; a retropensenidade; o holopensene reurbanizador dos bolsões de parapsicóticos pós-desso-
máticos; a higidez pensênica; os reciclopensenes; a reciclopensenidade; os ortopensenes; a orto-
pensenidade.

Fatologia:
a psicose em vida predispondo à parapsicose post-mortem; a paragenética
perturbada pela agressividade e belicismo; a patologia da permanência teimosa do porão consci-
encial na adultidade; a neurose de guerra dificultando à conscin alcançar lucidez extrafísica após
a dessoma; a falta de experiências projetivas pessoais; a ruminação mental do radicalismo monoi-
deísta aprisionando a consciência dentro de si; a lenda do Highlander (imortalidade intrafísica);
os relatos parapsíquicos tidos como psicose ou loucura; o preparo para a dessoma; a organização
pró-dessoma; o posicionamento sadio pré-dessomático; o desapego pré-dessomático; a eliminação
dos bagulhos energéticos deixados pela consciex; a vontade de melhorar a Ficha Evolutiva Pesso-
al
(FEP) motivando a conscin no resgate aos parapsicóticos; o despertamento consciencial; a ideia
resgatogênica; a Higiene Consciencial; a condição de pré-dessomante lúcido enquanto profilaxia
da parapsicose post-mortem; o abertismo consciencial para o entendimento de a consciência não
ser o corpo físico; a dessoma lúcida.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a parapsicose pós-
dessomática; a paracomatose; a melex anunciada; a teimosia da consciex em ser a sombra do ca-
dáver;
a paradoença; o autengano da consciex continuar a pensar ainda ser conscin; as consciexes
presas a objetos, pessoas, hábitos, em conflito ou atormentadas; a insaciabilidade das consciexes
energívoras; as insatisfações não atendidas, revividas na parapsicose pós-dessomática; os dogmas
e crenças pessoais fazendo a consciex pressupor estar vivendo ainda no intrafísico; o sentimento
de angústia em alto nível patológico visto como eterno, sem alívio; a desorientação pela mudança
pessoal para a condição extrafísica; o onirismo patológico da parapsicose pós-dessomática;
a consciex parapsicótica queixando-se de pessoas com os quais conviveu na última vida intrafísi-
ca; o estresse pós-traumático da consciex após dessoma trágica; as manifestações confusas da
consciex perturbada; os acidentes parapsíquicos; os estigmas assediadores; a assistência extrafísi-
ca pré-dessoma; a dessoma prematura anunciada denotando negligência, podendo levar à melex;
o psicossoma patologicamente lastreado favorecendo a parapsicose pós-dessomática; a vitimiza-
ção cavada em períodos intermissivos parapsicóticos piorando a interprisão grupocármica; o en-
saio dessomático projetivo; a clarividência pré-dessomática; a bitanatose; os parafatos perturba-

dores no intercâmbio entre as dimensões conscienciais; o desemprego de consciexes afinizadas ao
dessomante, ora psicótico; a condição íntima da consciex apegada à matéria; a prática da tenepes;
a doação de energias conscienciais (ECs) em favor do paradoente; a autoconscientização multidi-
mensional (AM); a intrusão energética percebida através da sinalética energética e parapsíquica
pessoal; a necessidade da desassimilação simpática (desassim); a evitação de procurar ou evocar
a consciex na condição de parapsicótica pós-dessomática, em recuperação ou convalescença ex-
trafísica; a paraprocedência; o ataque paraterapêutico; os pré-humanos utilizados pelos amparado-
res extrafísicos para auxiliar consciexes parapsicóticas; os desbloqueios energéticos nas estruturas
paracerebrais das consciexes parapsicóticas; o encaminhamento de consciexes doentias ou para-
psicóticas para ambiente extrafísico (ambientex) específico; o despertamento do parapsicótico
pós-dessomático; a conexão com a Central Extrafísica da Energia (CEE) contribuindo para a eli-
minação da carência energética; as reverberações da tares nos parapsicóticos após a dessoma.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo nosográfico fissuras conscienciais-parapsicose; o siner-
gismo crendices religiosas-temor da dessoma
.
Principiologia:
os princípios pessoais cosmoéticos não negociáveis; o princípio da des-
crença
(PD); o princípio do posicionamento pessoal (PPP); o princípio do exemplarismo pessoal
(PEP).
Codigologia:
o código pessoal de Cosmoética (CPC); o código grupal de Cosmoética
(CGC) priorizando o melhor para todos os envolvidos.
Teoriologia:
a teoria da parapsicose pós-dessomática; a teoria da reurbex; a teoria do
choque consciencial pós-dessoma;
a teoria da inteligência evolutiva (IE).
Tecnologia:
a técnica da tenepes; a paratécnica do parapsicodrama; as paratécnicas da
parapsicoteca;
a técnica da assistência interconsciencial do resgate extrafísico; a técnica da au-
torreflexão de 5 horas
para evitação da robotização existencial (robéxis).
Voluntariologia:
o voluntário cético-otimista-cosmoético (COC); o voluntariado da Co-
munidade Conscienciológica Cosmoética Internacional
(CCCI).
Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da vida cotidiana diuturna; os labo-
ratórios conscienciológicos grupais de desassédio mentalsomático (Tertuliarium-Holociclo-Ho-
loteca)
.
Colegiologia:
o Colégio Invisível da Dessomatologia; os Colégios Invisíveis da Consci-
enciologia
(CIC).
Efeitologia:
o efeito nosográfico do monoideísmo póstumo; o efeito nocivo de negar
a própria condição vivencial;
o efeito do Curso Intermissivo (CI) pré-ressomático.
Neossinapsologia:
as redes sinápticas subdesenvolvidas e patológicas das consciências
parapsicóticas amauróticas; a falta de sinapses em função da fossilização pessoal; as neossinap-
ses advindas da desativação do corpo humano;
as neossinapses recuperando parapsicoses.
Ciclologia:
o ciclo monotanatose-parapsicose pós-dessomática-consciex energívora;
o fim do ciclo vítima-algoz; o ciclo evolutivo pessoal (CEP).
Binomiologia:
o binômio troposfera-paratroposfera; a vivência do binômio admiração-
-discordância
na assistência ao dessomado com patologia; o binômio amparador extrafísico de
função-técnico em parapsicose pós-dessomática
.
Interaciologia:
a interação mal de Alzheimer-hipomnésia-psicose senil-parapsicose
pós-dessomática;
a interação perdão incondicional-pacificação íntima contribuindo para a libe-
ração da consciex.
Crescendologia:
o crescendo patológico insociabilidade intrafísica-parapsicose extra-
física;
o crescendo vida trancada-parapsicose pós-dessomática.
Trinomiologia:
o trinômio materialismo cego-vazio existencial-parapsicose pós-desso-
mática;
o trinômio lavagem subcerebral-lavagem cerebral-lavagem paracerebral.

Polinomiologia:
o polinômio falta de lucidez-desorientação-parapsicose-assedialida-
de;
o polinômio trauma emocional-desequilíbrio mental-psicose-parapsicose; o polinômio inte-
rassistencial acolhimento-orientação-encaminhamento-acompanhamento
.
Antagonismologia:
o antagonismo deslanche existencial / regressismo existencial;
o antagonismo colônias de parapsicóticos pós-dessomáticos / comunidades extrafísicas evoluí-
das;
o antagonismo saúde / doença; o antagonismo choque biológico da dessoma / choque do
restringimento da ressoma;
o antagonismo parapsicose pós-dessomática / segunda dessoma
sadia
.
Paradoxologia:
o paradoxo de a consciência já ter descartado o corpo humano, mas
pensar e sentir-se vivendo dentro dele;
o paradoxo do autengano da consciex parapsicótica pós-
-dessomática ao negar as evidências da própria dessoma;
o paradoxo de ser preferível a mais
dura realidade à mais doce ilusão
.
Politicologia:
a proexocracia.
Legislogia:
a lei de causa e efeito; a lei de o menos doente assistir ao mais doente; a lei
do maior esforço evolutivo
na evitação da parapsicose pós-dessomática.
Filiologia:
a conscienciofilia; a parapsicofilia; a neofilia.
Fobiologia:
a gerontofobia; a tanatofobia; a espectrofobia; a projeciofobia; a extrafisico-
fobia.
Sindromologia:
as síndromes psicóticas; a superação da síndrome da mediocrização da
consciência;
a evitação da síndrome da dispersão consciencial (SDC); a eliminação da síndrome
da abstinência da Baratrosfera
(SAB).
Maniologia:
a mania de perseguição.
Mitologia:
o mito de a morte ser o fim de todos os males; o mito da metempsicose da
consciência humana poder ressomar em corpo de pré-humano
.
Holotecologia:
a dessomatoteca; a energeticoteca; a intermissioteca; a ofiexoteca; a pa-
rapsicoteca; a projecioteca; a tenepessoteca.
Interdisciplinologia:
a Pós-Dessomatologia; a Cemiteriologia; a Dessomatologia; a Ex-
trafisicologia; a Intermissiologia; a Paraprocedenciologia; a Neuropatologia; a Paraprocedencio-
logia; a Paraprofilaxiologia; a Paratransmigraciologia; a Parapsicopatologia; a Recexologia; a Re-
urbanologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a consciex enequética; a consciex baratrosférica; a consciex maníaca;
a consréu ressomada; a consréu transmigrável; a consener; a consbel ressomada psicótica; a cons-
cin psicótica; a conscin psicótica pré-mortem; a conscin paranoica; a conscin rabujenta; a conscin
energívora; a conscin monodimensional; a conscin trancada; a conscin eletronótica; a conscin bi-
tolada; a conscin projetada sem lucidez; a conscin monoideica; a conscin terminal; a conscin
bombeira; a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassistencial; a conscin
enciclopedista.

Masculinologia:
o parapsicótico pós-dessomático; o fronteiriço dessomático; o psicótico
anônimo; o neurótico; o paracomatoso; o catatônico; o satélite de assediador; o acumulador com-
pulsivo; o autômato humano; o líder psicótico; o líder parapsicótico; o idoso pré-dessomático;
o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico; o atacadista consciencial; o au-
todecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o completista; o comuni-
cólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o macrossômata; o convi-
viólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o es-
critor conscienciológico; o evoluciente; o exemplarista evolutivo; o intelectual; o reciclante exis-
tencial; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o paraper-
cepciologista; o pesquisador; o projetor auxiliar dessomaticista; o projetor lúcido pré-dessomante;
o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano; o teletertuliano; o verbetólogo; o voluntário; o to-
cador de obra; o homem de ação.

Femininologia:
a parapsicótica pós-dessomática; a fronteiriça dessomática; a psicótica
anônima; a neurótica; a paracomatosa; a catatônica; a satélite de assediador; a acumuladora com-
pulsiva; a autômata humana; a líder psicótica; a líder parapsicótica; a idosa pré-dessomática;
a carpideira; a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica; a atacadista
consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a com-
pletista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a ma-
crossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducadora;
a epicon lúcida; a escritora conscienciológica; a evoluciente; a exemplarista evolutiva; a intelectu-
al; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista;
a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a projetora auxiliar dessomaticista; a projetora
lúcida pré-dessomante; a projetora consciente; a sistemata; a tertuliana; a teletertuliana; a verbe-
tóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.

Hominologia:
o Homo sapiens psychopathicus; o Homo sapiens electronoticus; o Homo
sapiens alienatus;
o Homo sapiens barathrus; o Homo sapiens inadaptatus; o Homo sapiens pa-
rapathologicus;
o Homo sapiens psychossomaticus; o Homo sapiens psychoticus; o Homo sa-
piens paradiplomaticus
.

V. Argumentologia

Exemplologia:
parapsicótico pós-dessomático traumatizado = a vítima de dessoma trá-
gica e inesperada; parapsicótico pós-dessomático assistido = a consciex atendida e encaminhada
a parambulatório de comunex de transição.

Culturologia:
a prevenção da autorrendição aos condicionamentos culturais intrafisica-
listas; a cultura humana alienante; a cultura da Dessomatologia.

Terapeuticologia.
Sob a ótica da Recexologia, eis por exemplo, em ordem alfabética,
6 ações profiláticas para evitar a parapsicose pós-dessomática:
1. Anticonflitividade. Resolver conflitos íntimos e / ou interconscienciais.
2. Antiofensividade. Eliminar apegos desnecessários, queixumes, mágoas e ressenti-
mentos.
3. Autossuficiência. Fazer inventário das carências pessoais buscando soluções.
4. Proexialidade. Cumprir o mandato existencial.
5. Reciclagem. Realizar recins prementes ao longo da existência.
6. Resolutividade. Autaplicar a técnica da antirreclamação.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o parapsicótico pós-dessomático, indicados para a expan-
são das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interes-
sados:
01. Acolhimento assistencial extrafísico: Paraprofilaxiologia; Homeostático.
02. Aprendizado dessomatológico: Dessomatologia; Homeostático.
03. Auxiliar dessomaticista intrafísico: Dessomatologia; Homeostático.
04. Baratrosfera: Extrafisicologia; Nosográfico.
05. Clarividência pré-dessomática: Dessomatologia; Neutro.
06. Codesaparecimento dessomático: Dessomatologia; Neutro.
07. Dessoma tarística: Dessomatologia; Homeostático.
08. Dificuldade pós-dessomática: Intermissiologia; Neutro.
09. Inconformismo dessomático: Dessomatologia; Nosográfico.

10. Melex: Intermissiologia; Nosográfico.
11. Necrodulia: Dessomatologia; Neutro.
12. Parapsicodrama: Paratecnologia; Homeostático.
13. Prova pós-dessomática: Autorrevezamentologia; Neutro.
14. Recepção pós-dessomática: Intermissiologia; Homeostático.
15. Resgate na Baratrosfera: Interassistenciologia; Homeostático.

A
ROBOTIZAÇÃO EXISTENCIAL, A PROCRASTINAÇÃO DAS
RECICLAGENS PRIORITÁRIAS, AS CRENÇAS PESSOAIS
E OS DOGMAS RELIGIOSOS PODEM LEVAR A CONSCIN
DESPREVENIDA À
PARAPSICOSE PÓS-DESSOMÁTICA.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, já refletiu sobre a condição do parapsicótico
pós-dessomático? Quais ações tem implementado para evitar tal condição após a dessoma?

Filmografia Específica:

1. A Presença. Título Original: The Presence. País: EUA. Data: 2010. Duração: 1h27. Gênero: Terror. Ida-
de (censura): 12 anos. Idioma: Inglês. Cor: Colorido. Legendado: Português. Direção & Produção: Thomas Carter.
Elenco:
Mira Sorvino; Shane West; Justin Kirk; Tony Curran; Muse Watson; & Deobia Oparei. Produção Executiva:
Daniel Myrick; & Mira Sorvino. Roteiro: Tom Provost. Distribuidora: Lionsgate. Produção: Sturn Films. Sinopse: es-
critora (Mira Sorvino) se muda para cabana distante da sociedade querendo paz para escrever romance. No entanto, a casa
é assombrada por determinada consciência extrafísica passando a perseguir a escritora e influenciando-a a ter comporta-
mentos estranhos. A mulher é surpreendida pela visita do próprio noivo (Justin Kirk), cuja presença cria obsessão ainda
maior. Perseguida, limites entre a sanidade e a loucura da escritora confundem-se.
2. Amor Além da Vida. Título Original: What Dreams May Come. País: EUA. Data: 1998. Duração: 113
min. Gênero: Drama & Romance. Idade (censura): 14 anos. Idioma: Inglês. Cor: Colorido. Legendado: Inglês; Portu-
guês; & Francês (DVD). Direção: Vicent Ward. Elenco: Robin Williams; Cuba Gooding Jr.; Annabela Sciorra; Max von
Sydow; Lucinda Jenney; Matt Salinger; Werner Herzog; Jessica Brooks Grant; Josh Paddock; Rosalind Chao; & Maggie
MacCarthy. Produção: Barnet Bain; & Stephen Deutsch. Co-produção: Nova Zelândia. Desenho de Produção: Eugênio
Zanetti. Direção de Arte: Thomas Voth; & Cristian Winterr. Roteiro: Richard Matheson; & Ronald Bass. Fotografia:
Eduardo Serra. Música: Michael Kamen. Montagem: David Brenner; & Maysie Hay. Produção Executiva: Ted Field;
Erica Huggins; & Scott Kroopf. Figurino: Ivone Blake. Efeitos Especiais: CIS Hollywood; Cinema Production Services
Gital Domain; Manex Visual Effects; Mass Illusions; LLC; Masters FX; & POP Film. Estúdios: PolyGram Filmed Enter-
tainment; Interscope Communications; & Metafilmics. Distribuidora: Universal Pictures. Outros dados: Venceu na ca-
tegoria de melhores efeitos especiais em cinema (EUA) em 1999. Sinopse: Chris Nielsen (Robin Williams), Annie (Anna-
bella Sciorra), a esposa e os filhos formam a família feliz. Os filhos morrem em acidente de carro abalando o casal, princi-
palmente Annie, passando por insuperáveis dificuldades emocionais. Quatro anos depois, acontece outra tragédia: Chris
também morre e vai para o Paraíso, onde conhece Albert, rapaz de bom coração, ajudando-o a adaptar-se à nova existên-
cia. Annie acaba se suicidando. Quando descobre o destino da mulher, Chris pede ajuda a Albert e os 2 saem em jornada
em busca da salvação da alma de Annie, provando o amor desafiar qualquer infortúnio.
3. O Sexto Sentido. Título Original: The Sixth Sense. País: EUA. Data: 1999. Duração: 107 min. Gênero:
Suspense. Idade (censura): 12 anos. Idioma: Inglês; Latim; & Espanhol. Cor: Colorido. Legendado: Espanhol; & Portu-
guês (em DVD). Direção: M. Night Shyamalan. Elenco: Bruce Willis; Haley Joel Osment; Toni Collette; Olivia Willi-
ams; Donnie Wahlberg; Glenn Fitzgerald; Trevor Morgan; Peter Anthony Tambakis; Bruce Norris; Greg Wood; Micha
Barton; Angelica Torn; & Lisa Summerour.. Produção: Kathleen Kennedy; Frank Marshall; & Barry Mendel. Desenho
de Produção:
Larry Fulton. Direção de Arte: Philip Messina. Roteiro: M. Night Shyamalan. Fotografia: Tak Fujimoto.
Música:
James Newton Howard. Montagem: Andrew Mondshein. Cenografia: Douglas A. Mowat; & Susannah Mc-
Carthy. Efeitos Especiais: Dream Quest Images; & Stan Winston Studio. Companhia: Barry Mendel Productions; Holly-
wood Pictures; The Kennedy/Marshall Company, & Spyglass Entertainment. Distribuidora: Walt Disney Pictures; & Bu-
ena Vista. Outros dados: Vencedor do Globo de Ouro de Melhor Ator Coadjuvante e Melhor Roteiro. Sinopse: Dr. Mal-
colm (Willis) é conceituado psicólogo infantil, vivendo atormentado pela terrível lembrança do jovem paciente do qual
não foi capaz de ajudar. Quando encontra Cole Sear (Haley Joel Osment), garoto de 8 anos, assustado e confuso, com pro-
blema similar, Dr. Crowe procura redimir o erro do passado, fazendo de tudo para ajudar o menino. Apesar disso, Mal-
colm não está preparado para descobrir a verdade aterrorizante de Cole. O garoto é assombrado pelo fato de ver pessoas já
mortas.
4. Os Outros. Título original: The Others. País: EUA. Data: 2001. Duração: 104 min. Gênero: Suspense.
Idade
(censura): 14 anos. Idioma: Inglês; & Português. Cor: Colorido. Legendado: Inglês; & Português (em DVD). Di-
reção:
Alejandro Amenábar. Elenco: Nicole Kidman; Fionnula Flanagan; Christopher Eccleston; Alakina Mann; James
Bentley; Eric Sykes; & Elaine Cassidy. Produção: Fernando Bovaira; José Luis Cuerda; & Park Sunmin. Desenho de

Produção:
Benjamín Fernández. Direção de Arte: Benjamín Fernández. Roteiro: Alejandro Amenábar. Fotografia: Ja-
vier Aguirresarobe. Música: Alejandro Amenábar. Montagem: Nacho Ruiz Capillas. Cenografia: Emilio Ardura; Elli
Griff; & Benjamín Fernández. Figurino: Sonia Grande. Efeitos Especiais: Graham Aikman; Derek Langley; Pedro Mo-
reno; Bernard Newton; & Félix Bergés. Companhia: Miramax Films. Sinopse: Na isolada Ilha de Jersey, no final da Se-
gunda Guerra Mundial, Grace (Nicole Kidman) aguarda o retorno do marido, da guerra. Na bela e espaçosa mansão, ela
vive com os dois filhos, acreditando estar mantendo-os em segurança. Quando novos criados chegam para substituir os an-
tigos, misteriosamente sumidos, eventos assustadores e sobrenaturais começam a se desenrolar.
5. E a Vida Continua... País: Brasil. Data: 2012. Duração: 97 min. Gênero: Drama; Direção: Paulo Figuei-
redo. Elenco: Lima Duarte, Amanda Acosta, Luiz Baccelli. Sinopse: Ernesto (Luiz Bacelli) tem 50 anos de idade e car-
rega consigo uma tragédia do passado, a qual esconde através de um sorriso bem humorado. Ele conhece Evelina (Aman-
da Acosta), de 25 anos de idade, ao ajudá-la na estrada, após o carro dela enguiçar. Ambos estão indo ao mesmo hotel
e, aos poucos, constroem uma amizade sólida baseada também nas dificuldades enfrentadas ao longo da vida, pois Evelina
está machucada emocionalmente devido à infidelidade do marido.

Bibliografia Específica:


01. Balona, Malu; Autocura através da Reconciliação: Estudo Prático sobre Afetividade; pref. 1ª edição Ma-
rina Thomaz; pref. 2ª edição Daniel Muniz; pref. 3ª edição Cristina Arakaki; pref. 4ª edição Allan Gurgel; revisor Marcelo
Bellini; 368 p.; 2 seções; 11 caps.; 124 adágios; 23 E-mails; 1 entrevista; 56 enus.; 2 escalas; 1 esquema; 1 foto; 10 gráfs.;
6 ilus.; 1 microbiografia; 5 quadros sinópticos; 4 questionários; 3 séries harmônicas; 2 tabs.; 18 técnicas; 5 teorias; 21
websites;
glos. 86 termos; 25 infográficos; 20 cenografias; 84 filmes; posf.; 338 refs.; 28 webgrafias; 2 apênds.; alf.; 21
x 14 cm; enc.; sob.; 4ª Ed. rev. e aum.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2015; página 68.
02. Ceccato, Flávia; Desenvolvimento das Projeções Conscienciais Assistenciais pela Tenepes; Artigo;
Conscientia;
Revista; Trimestral; Edição Especial: XIII Fórum da Tenepes e X Encontro Internacional de Tenepessistas;
Vol. 21; N. 4; Seção: Artigo Original; 1 E-mail; Associação Internacional do Centro de Altos Estudos da Conscienciolo-
gia
(CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; Outubro-Dezembro, 2017; páginas 334 a 342.
03. Ceotto, Bárbara; Diário de Autocura: Da Doença à Saúde Consciencial; apres. & posf. Leonardo
Rodrigues; pref. Felix Wong; & Mário Oliveira; 224 p.; 16 caps.; 46 abrevs.; 15 citações; 1 cronologia; 22 E-mails; 26
enus.; 22 estrangeirismos; 2 ilus.; 1 microbiografia; 21 websites; glos. 22 termos (médicos); 31 filmes; 1 nota; 73 refs.;
1 apênd.; alf.; geo.; ono.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 21 e 159.
04. Hoffman, Vera; Sem Medo da Morte: Construindo uma Realidade Multidimensional; pref. Beatriz
Tenius; revisoras Helena Araujo; & Erotides Louly; 182 p.; 25 caps.; 17 E-mails; 5 enus.; 1 foto; 5 ilus.; 1 microbiografia;
16 websites; 13 filmes; 22 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2011;
páginas 13 e 161.
05. Lopes, Adriana; Sensos Evolutivos & Contrasensos Regressivos: O Estudo Contraponteado do Autodis-
cernimento quanto à Maturidade Consciencial;
pref. Antonio Pitaguari; revisores Dayane Rossa; et al.; 640 p.; 3 seções;
44 caps.; 9 citações; 391 enus.; 1 foto; 1 microbiografia; 8 tabs.; 22,5 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2017; páginas 99 e 339.
06. Vicenzi, Luciano; Coragem para Evoluir; pref. Málu Balona; revisores Gisele Salles; et al.; 200 p.; 8 caps.;
18 E-mails; 1 entrevista; 51 enus.; 1 foto; 2 ilus.; 1 microbiografia; 2 tabs.; 10 websites; glos. 37 termos; 50 refs.; alf.; 21 x 14
cm; br.; 2ª Ed.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2005; páginas 36, 111, 146 e 162.
07. Vieira, Waldo; Dicionário de Argumentos da Conscienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holo-
ciclo; 1.572 p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 web-
sites;
alf.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 68, 195, 261,
646, 822, 1.173 e 1.220.
08. Idem; 200 Teáticas da Conscienciologia: Especialidades e Subcampos; revisores Alexander Steiner;
et al.;
260 p.; 200 caps.; 15 E-mails; 8 enus.; 1 foto; 1 microbiografia; 2 websites; 13 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; Instituto
Internacional de Projeciologia e Conscienciologia
(IIPC); Rio de Janeiro, RJ; 1997; página 156.
09. Idem; Homo sapiens pacificus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 24 seções; 413
caps.; 403 abrevs.; 38 E-mails; 434 enus.; 484 estrangeirismos; 1 foto; 37 ilus.; 168 megapensenes trivocabulares; 1 mi-
crobiografia; 36 tabs.; 15 websites; glos. 241 termos; 25 pinacografias; 103 musicografias; 24 discografias; 20 cenogra-
fias; 240 filmes; 9.625 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21,5 x 7 cm; enc.; 3ª Ed. Gratuita; Associação Internacional do Centro
de Altos Estudos da Conscienciologia
(CEAEC); & Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2007; páginas
70, 71, 186, 189, 193, 288, 356, 436, 461, 472, 473, 623 e 787.
10. Idem; Homo sapiens reurbanisatus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 24 seções; 479
caps.; 139 abrevs.; 12 E-mails; 597 enus.; 413 estrangeirismos; 1 foto; 40 ilus.; 1 microbiografia; 25 tabs.; 4 websites;
glos. 241 termos; 3 infográficos; 102 filmes; 7.665 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21 x 7 cm; enc.; 3ª Ed. Gratuita; Associação
Internacional do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia
(CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; 2004; páginas 176, 264,
468, 472, 577 e 596.
11. Idem; Léxico de Ortopensatas; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 2 Vols.; 1.800 p.; Vols.
1 e 2; 1 blog; 652 conceitos analógicos; 22 E-mails; 19 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 17 fotos; glos.
6.476 termos; 1.811 megapensenes trivocabulares; 1 microbiografia; 20.800 ortopensatas; 2 tabs.; 120 técnicas lexico-
gráficas; 19 websites; 28,5 x 22 x 10 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas
96, 1.265 e 1.610.
12. Idem; Manual dos Megapensenes Trivocabulares; revisores Adriana Lopes; Antonio Pitaguari; & Lour-
des Pinheiro; 378 p.; 3 seções; 49 citações; 85 elementos linguísticos; 18 E-mails; 110 enus.; 200 fórmulas; 2 fotos; 14
ilus.; 1 microbiografia; 2 pontoações; 1 técnica; 4.672 temas; 53 variáveis; 1 verbete enciclopédico; 16 websites; glos.

12.576 termos (megapensenes trivocabulares); 9 refs.; 1 anexo; 27,5 x 21 cm; enc.; Associação Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2009; página 270.
13. Idem; Projeciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano; revisores
Alexander Steiner; et al.; 1.254 p.; 18 seções; 525 caps.; 150 abrevs.; 17 E-mails; 1.156 enus.; 1 escala; 1 foto; 3 gráfs.;
42 ilus.; 1 microbiografia; 1 sinopse; 2 tabs.; 15 websites; glos. 300 termos; 2.041 refs.; alf.; geo.; ono.; 28 x 21 x 7 cm;
enc.; 10
a
Ed. rev. e aum.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2009; páginas 148, 320, 321, 322, 326,
330, 336, 367, 374, 406, 470, 522, 543, 555, 561, 615, 658, 703, 727 e 828.
14. Idem; 700 Experimentos da Conscienciologia; revisores Ana Maria Bonfim; Everton Santos; & Tatiana
Lopes; 1.088 p.; 40 seções; 100 subseções; 700 caps.; 147 abrevs.; 1 blog; 1 cronologia; 100 datas; 20 E-mails; 600 enus.;
272 estrangeirismos; 1 fórmula; 1 foto; 1 microbiografia; 56 tabs.; 57 técnicas; 300 testes; 21 websites; glos. 280 termos;
5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; 3ª Ed. rev. e amp.; Associação Internacional Editares; Foz do Igua-
çu, PR; 2013; páginas 72, 94, 121, 167, 224, 267, 289, 321, 334, 341, 451, 464, 530, 596, 598, 619, 687 e 707.

C. N.