Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


LIÇÃO APRENDIDA

(REEDUCACIOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
A lição aprendida é o conhecimento haurido, adquirido ou absorvido, ca-
paz de ampliar e promover a revisão de atitudes comportamentais da consciência, intra ou extrafí-
sica, objetivando o aperfeiçoamento do microuniverso intraconsciencial e a autolibertação.
Tematologia.
Tema central homeostático.
Etimologia.
A palavra lição provém do idioma Latim, lectio, “ato de escolher; escolha;
eleição; nomeação; apuração; ação de ler; leitura”. Apareceu no Século XIV. A palavra aprender
deriva do idioma Latim, apprendere, “aprender”. Surgiu no Século XIII.
Sinonimologia:
1. Lição dominada. 2. Ensinamento absorvido. 3. Aula aprendida.
4. Lição adquirida. 5. Instrução assimilada. 6. Ensinamento anexado.
Neologia.
As duas expressões compostas lição aprendida psicossomática e lição apren-
dida
mentalsomática são neologismos técnicos da Reeducaciologia.
Antonimologia:
1. Lição não vivenciada. 2. Lição não experienciada. 3. Lição incom-
preendida. 4. Lição faltante.
Estrangeirismologia:
o know-how adquirido no aprendizado; a assistencial lifework; os
aprendizados day by day; os exemplos from observing nature; a selfperformance evolutiva; o loc
interno; o selfmade man; a selfmade woman.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à reeducabilidade evolutiva.
Megapensene.
Eis megapensene trivocabular relativo ao tema: - Somos eternos apren-
dizes
.
Ortopensatologia.
Eis duas ortopensatas relativas ao tema, listadas em ordem alfabética:
1. “Aprendizado. Você já identificou qual a sua competência quanto ao ato de apren-
der?”
.
2. “Lições. Segundo a Pedagogia, certas lições precisam ser repetidas até à saturação
(Ad ravim decantare),
a fim de serem apreendidas.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da Reeducaciologia; a equalização pensênica atra-
vés do conteúdo das lições avançadas aprendidas; a flexibilidade pensênica embasando a predis-
posição à aprendizagem por ensaio e erro; o ato de instruir cedo a pensenizar sadiamente; os orto-
pensenes; a ortopensenidade; o holopensene da educação; a pesquisa da autopensenidade nas assi-
milações das lições; o equilíbrio pensênico.

Fatologia:
a lição aprendida; a renovação autocognitiva pela experiência da interassis-
tencialidade; as lições de vida provenientes do convívio com os outros; os relatos pessoais; os de-
poimentos íntimos; a observação dos exemplos instrutivos silenciosos; as autossuperações visí-
veis; a identificação de onde se errava antes; a interassistencialidade aprendida; o aprendizado pe-
los pensamentos lógicos; os aprendizados da evolução oriundos de cada mesologia; as lições ad-
vindas dos erros e acertos; a evitação na sustentação do erro; as oportunidades libertárias a partir
da compreensão dos equívocos; a pesquisa dos autenganos evolutivos; a guerra sendo o pior
aprendizado; a ausência de posicionamentos cosmoéticos definidos; a repetição paciente das li-
ções ainda não assimiladas; a sabedoria de transformar cada dia vivido em dia letivo; as autocor-
reções prioritárias; a experiência adquirida em cada acerto; o erro na manutenção da ignorância
quanto à natureza extrafísica da consciência; o autesforço necessário na profilaxia dos erros; as
pesquisas teáticas da troca lucrativa dos erros involuntários pelos acertos lúcidos; a hiperacuidade
quanto ao escore na escala presumível de erros humanos; a reflexão sadia da autorganização de

tempo na evitação de erros; a profilaxia da paixão pelo erro; a autocrítica quanto à profundidade
e frequência dos erros; o perdão às imaturidades e erros cometidos pelos outros; o vigor da priori-
dade para os acertos em detrimento dos erros; a condição de autoimperdoador dos próprios erros,
com autocrítica justa, sem masoquismos; a responsabilidade pessoal ante o derrame de erros enor-
mes sobre milhares de conscins decorrentes de não aprendizagem das lições; o autodiscernimento
em saber distinguir o erro passado e o acerto presente; o acerto gerando acertos; a lição da experi-
ência através do erro para aprendermos a acertar; as amizades raríssimas recuperadas pelo assis-
tente no aprendizado interassistencial; a força exemplificativa do Curso Intermissivo (CI) nas es-
pecialidades das Instituições Conscienciocêntricas (ICs); o curso Conscin-Cobaia Voluntária do
Conscienciograma
da Associação Internacional de Conscienciometria Interassistencial (CONS-
CIUS).

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a sinalética ener-
gética e parapsíquica pessoal; as desassimilações energéticas (desassins); as pesquisas holobio-
gráficas na parapsicoteca; as lições aprendidas pelas concins proexistas sendo parexemplos às
consciexes intermissivistas; a retirada dos bloqueios energéticos corticais; as lições aprendidas
oriundas da mistura das paraprocedências; o alinhamento pessoal ao fluxo reeducativo da reurba-
nização planetária da Terra; os aprendizados obtidos pelas rotinas úteis assentadas nas pararroti-
nas detalhistas; a minipeça ajustada ao Maximecanismo Multidimensional Interassistencial.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo persistência fortalecedora-paciência realizadora; o si-
nergismo competência-aprimoramento;
o sinergismo pesquisa-superação; o sinergismo linha de
abertura-raiz do temperamento;
o sinergismo autodisciplina pensênica-anticonflitividade; o si-
nergismo amparador intrafísico-amparador extrafísico;
o sinergismo reeducador-reeducando;
o sinergismo senso pesquisístico-paciência.
Principiologia:
o princípio evoluído de “quem aprende deve ensinar”; o princípio da
perseverança autopesquisística;
o princípio do não retorno cronêmico; o princípio da reciproci-
dade;
o princípio do exemplarismo pessoal (PEP); o princípio básico da Inventariologia das li-
ções aprendidas;
o princípio de toda consciência ter muito a aprender com as lições existenciais.
Codigologia:
o aferimento dos códigos de conduta pessoal; o rompimento dos códigos-
-fontes das inépcias
quanto à cognição; a reeducação pensênica na condição de item relevante da
postura de semperaprendente.
Teoriologia:
a imprescindibilidade da teoria (1% do conhecimento fundamentado) uni-
da à prática
(99% da vivência aprendida); a teoria da coerência aplicada à Pensenologia; as teo-
rias da educação humana;
as investigações técnicas e paratécnicas da raiz temperamental emba-
sadoras da teoria da personalidade consecutiva.
Tecnologia:
a técnica de mais 1 ano de vida intrafísica; a técnica da autorreflexão de
5 horas;
a técnica da imobilidade física vígil (IFV); a técnica do detalhismo conjugada à técnica
da exaustividade;
a técnica da tentativa e erro; a técnica do cosmograma; a técnica do equivoco-
grama
auxiliadora no aumento da taxa pessoal de acertos; a técnica de viver evolutivamente por
meio da interassistencialidade
.
Voluntariologia:
o voluntariado pesquisístico, multidimensional, independente e gesco-
nológico da tares
(senso omnipesquisístico); o aprendizado interpares no voluntariado das Insti-
tuições Conscienciocêntricas
(ICs); o voluntariado na docência conscienciológica facilitador da
recuperação do conteúdo aprendido no Curso Intermissivo; o voluntariado teático da tares; o vo-
luntariado reeducativo;
a abnegação do voluntariado da conscin aprendiz de consciex amparado-
ra;
a habilitação para atuar no paravoluntariado; o voluntariado psicopedagógico nas comunida-
des carentes.
Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da Autopensenologia; o laboratório
conscienciológico da Paraeducação;
o laboratório conscienciológico do Curso Intermissivo;
o laboratório conscienciológico da imobilidade fisica vígil (IFV); o laboratório conscienciológi-

co da Autoconscienciometrologia;
o laboratório conscienciológico da Grupocarmologia; o auto-
labcon da vida cotidiana;
o laboratório conscienciológico do Cosmograma.
Colegiologia:
o Colégio Invisível da Reeducaciologia; o Colégio Invisível da Convivio-
logia;
o Colégio Invisível da Sociologia; o Colégio Invisível da Recexologia; o Colégio Invisível
da Parapedagogia
.
Efeitologia:
os efeitos cognitivos da solidariedade interassistencial; a imperturbabilida-
de enquanto efeito sadio do autotemperamento benigno; os efeitos das lições transcendentes do
Curso Intermissivo pré-ressomático;
os efeitos do aprendizado na assistência; os efeitos dos bons
exemplos evolutivos;
o efeito abridor de caminhos quanto aos desafios das novas lições a serem
vivenciadas;
os efeitos da autoconsciência dos erros na evitação de novos desvios; o efeito do de-
sejo de compartilhar o aprendido;
o efeito da taquirritmia no tempo de resposta entre o erro co-
metido e o acerto posterior;
o efeito da superação do gargalo evolutivo após repetições da mes-
ma lição a ser assimilada
.
Neossinapsologia:
o reforço das neossinapses autevolutivas; o refugo das sinapses anti-
evolutivas;
a desativação das retrossinapses ultrapassadas; a reformulação de sinapses nas mu-
danças de postura;
as recins firmadoras de neossinapses; as neossinapses prioritárias desencade-
adas pelas pesquisas da autorretrossenha; a fixação de neossinapses através da repetição paciente
das lições ainda não aprendidas;
as neossinapses assistenciais adquiridas pelo aprendizado com
o erro;
as neossinapses geradas a partir do convívio com conscins de diferentes paraprocedên-
cias
.
Ciclologia:
o ciclo intermissão-intrafisicalidade; o ciclo erro-retratação-reciclagem;
o ciclo erro-retificação-acerto; o ciclo esforço-conquista-sustentação-domínio; o ciclo vontade-
-intenção-definição-decisão-determinação
.
Enumerologia:
a lição edificante; a lição benfeitora; a lição assimilada; a lição dura da
experiência; a lição dos acontecimentos; a lição inovadora; a lição libertária.
Binomiologia:
o binômio imprecisão-erro; o binômio autorreflexão-acerto; o binômio
acerto-moréxis;
o binômio pensenizar antes-expor depois; o binômio erro-acerto; o binômio
ação-reação;
o binômio ensinar-aprender; o binômio admiração-discordância atuante na melho-
ria da sociabilidade; o binômio observação-registro.
Interaciologia:
a interação errar-aprender; a interação megatrafor-megatrafar; a inte-
ração compreensão-paciência;
a interação permanente da autoqualificação crescente; a intera-
ção
(dupla) ensinante-aprendente; a interação reflexão-ação; a interação temperamento-procedi-
mento;
a interação reflexão-amparo; a interação aprender-reaprender; a interação assimilar-li-
bertar
.
Crescendologia:
o crescendo homeostático erro-correção; o crescendo ausência de pre-
venção-necessidade de reparação;
o crescendo pequeno êxito-êxito maior; o crescendo minicon-
quistas-maxiconquistas
.
Trinomiologia:
o trinômio erros-correções-acertos; o trinômio inexperiência-irraciona-
lidade-erro;
o trinômio dissabor-desafio-destrave; o trinômio memória-atenção-raciocínio; o tri-
nômio autodiscernimento-fato-interpretação
.
Polinomiologia:
o polinômio revisão-correção-acréscimo-aprofundamento; o polinômio
coesão-coerência-concisão-compreensibilidade;
o exercício pesquisístico pelo polinômio captar-
-refletir-concluir-aplicar-escrever
.
Antagonismologia:
o antagonismo pesquisa profilática do erro / pesquisa reparadora
do erro;
o antagonismo direção certa / contramão; o antagonismo libertação / prisão; o antago-
nismo receber a lição / entender a lição;
o antagonismo efeito colateral positivo / efeito colateral
negativo;
o antagonismo sucesso / fracasso; o antagonismo erro pontual / erro sistêmico.
Paradoxologia:
o paradoxo de os pais poderem aprender com os filhos; o paradoxo de
a abstração levar tanto ao erro evolutivo crasso quanto ao achado científico genial;
o paradoxo
de o ato de assumir o equívoco ser o primeiro passo do acerto
.
Politicologia:
a meritocracia evolutiva; a conscienciocracia; a educaciocracia; a interas-
sistenciocracia; a parapercepciocracia.

Legislogia:
a lei do maior esforço na interassistencialidade megafraterna e na fixação
dos aprendizados; a lei do retorno na espiral evolutiva das consciências; a lei da reeducação evo-
lutiva obrigatória;
a lei de causa e efeito.
Filiologia:
a criticofilia aguçada; a decidofilia; a autexperimentofilia administrada;
a consciencioterapeuticofilia; a interassistenciofilia; a proexofilia; a recexofilia.
Fobiologia:
a erradicação do medo de errar; a suplantação da disciplinofobia; a supera-
ção da comunicofobia; a remissão da recinofobia.
Sindromologia:
a síndrome da perfeição; a síndrome da autovitimização oferecendo li-
ções patológicas evitáveis; a síndrome do ansiosismo; a síndrome do medo; a síndrome da disper-
são consciencial;
a síndrome da insegurança dificultando as decisões; a síndrome do pânico pa-
ralisando as ações.
Maniologia:
a neutralização da fracassomania; o fim da egomania.
Mitologia:
o mito egoísta de não haver nada a ensinar ou a aprender; o mito da perfei-
ção;
o mito da impossibilidade do governo das próprias emoções; o mito do fim do ciclo de estu-
dos;
o mito da certeza absoluta.
Holotecologia:
a consciencioterapeuticoteca; a recinoteca; a parapedagogoteca; a cos-
moeticoteca; a recexoteca; a assistencioteca; a prioroteca; a pensenoteca; a sociologicoteca;
a conflitoteca; a metodoteca; a nosoteca.
Interdisciplinologia:
a Reeducaciologia; a Consciencioterapiologia; a Intercompreensio-
logia; a Autodiscernimentologia; a Pararreurbanologia; a Interassistenciologia; a Parapercepciolo-
gia; a Conviviologia; a Cosmovisiologia; a Acidentologia; a Criteriologia; a Deficienciologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a consciência em evolução; a consciência docente; a consciência discente;
a isca humana lúcida; o ser interassistencial; a consciência especialista; a consciência enciclope-
dista.

Masculinologia:
o intermissivista; o conviviólogo; o pedagogo; o reeducador; o consci-
enciólogo; o exemplarista; o agente retrocognitor; o maxidissidente ideológico; o exemplarista;
o escritor; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o sistemata; o pesquisador; o proe-
xista; o antenado interassistencial; o autodecisor; o evoluciente; o voluntário; o intelectual; o ter-
tuliano; o verbetólogo; o projetor consciente; o homem autocorretor; o pré-analista.

Femininologia:
a intermissivista; a convivióloga; a pedagoga; a reeducadora; a consci-
encióloga; a exemplarista; a agente retrocognitora; a maxidissidente ideológica; a exemplarista;
a escritora; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a sistemata; a pesquisadora; a proe-
xista; a antenada interassistencial; a autodecisora; a evoluciente; a voluntária; a intelectual; a ter-
tuliana; a verbetóloga; a projetora consciente; a mulher autocorretora; a pré-analista.

Hominologia:
o Homo sapiens autorreeducator; o Homo sapiens reeducator; o Homo
sapiens comparticipans;
o Homo sapiens prioritarius; o Homo sapiens vigilans; o Homo sapiens
homeostaticus;
o Homo sapiens interassistentialis; o Homo sapiens reurbanisatus; o Homo sapi-
ens systemata;
o Homo sapiens paciens; o Homo sapiens intermissivus; o Homo sapiens reflexi-
vus;
o Homo sapiens determinator; o Homo sapiens attentus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
lição aprendida psicossomática = aquela assimilada por procedimento ir-
refletido através da vivência exemplar de alguém no universo emocional da tacon ou da interas-
sistencialidade vulgar, menos difícil, aquém das possibilidades pessoais; lição aprendida mental-
somática
= aquela assimilada por procedimento refletido, lúcida e meticulosa através da vivência

exemplar de alguém no universo discernidor da tares ou da interassistencialidade avançada, mais
difícil, com mudanças intraconscienciais.

Culturologia:
a cultura da Pesquisologia Multidimensional; a cultura da Interassisten-
ciologia;
a cultura da reflexão; a cultura da Evoluciologia; a cultura da intercompreensão; a cul-
tura da Cosmoética;
a cultura da Reeducaciologia; a cultura da aprendizagem.

Taxologia.
Eis, por exemplo, na ordem alfabética, 11 categorias de trabalhos, no campo
conscienciológico, onde podem ocorrer constantes aprendizados pela consciência atenta:
01. Assim e desassim.
02. Autopesquisa.
03. Consciencioterapia.
04. Conscin-cobaia.
05. Docência.
06. Escrita: artigo, livro ou verbete.
07. Mobilização básica de energias (MBE).
08. Ofiex.
09. Retrocognição.
10. Tenepes.
11. Voluntariado.

VI. Acabativa


Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com a lição aprendida, indicados para a expansão das aborda-
gens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Aula terapêutica: Taristicologia; Homeostático.
02. Autopesquisologia: Experimentologia; Homeostático.
03. Dificuldade de aprendizagem: Experimentologia; Neutro.
04. Educação infinita: Reeducaciologia; Homeostático.
05. Exemplarista evolutivo: Evoluciologia; Homeostático.
06. Inspiração paradidática: Comunicologia; Homeostático.
07. Lição de vida: Conviviologia; Neutro.
08. Lição recicladora: Seriexologia; Neutro.
09. Pesquisa do erro: Autopesquisologia; Homeostático.
10. Pré-análise: Pesquisologia; Neutro.
11. Prejuízo sorrateiro: Parapatologia; Nosográfico.
12. Raiz do temperamento: Autotemperamentologia; Neutro.
13. Reeducação para a paz: Pacifismologia; Homeostático.
14. Repetição paciente: Experimentologia; Homeostático.
15. Senso omnipesquisístico: Descrenciologia; Neutro.

A
LIÇÃO APRENDIDA, ASSIMILADA NO MICROUNIVERSO
CONSCIENCIAL, CATALISA O AUTENFRENTAMENTO DOS
PRÓPRIOS LIMITES E O
APRIMORAMENTO DA TEÁTICA
INTERASSISTENCIAL RUMO À
AUTOLIBERTAÇÃO SADIA.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, vem se empenhando no aprendizado das lições
apresentadas? Sabe tirar proveito e incorporá-las em definitivo nas neoconquistas evolutivas?

Bibliografia Específica:


01. Balona, Málu; Autocura através da Reconciliação: Um Estudo Prático sobre a Afetividade; apres. Dani-
el Muniz; pref. Cristina Arakaki; pref. 1
a
edição Marina Thomaz; pref. da 2
a
edição Daniel Muniz; revisores Alexander
Steiner et al.; 354 p.; 2 seções; 11 caps.; 18 E-mails; 1 entrevista; 56 enus.; 2 escalas; 3 esquemas; 125 expressões e ditos
populares; 1 foto; 10 gráfs.; 6 ilus.; 1 microbiografia; 5 quadros sinópticos; 4 questionários; 2 tabs.; 17 técnicas; 5 teorias;
15 websites; glos. 86 termos; 25 infografias; 20 cenografias; 72 filmes; 324 refs.; 2 apênds.; alf.; 21 x 14 cm.; br.; 3
a
Ed.
rev. e aum.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2009; páginas 63, 72, 74, 82, 114, 122, 126, 129, 177
e 187.
02. Bergonzini, Everaldo; Técnicas de Elaboração do Código Pessoal de Cosmoética a partir da Conscien-
ciometrologia e da Errologia Pessoal;
Anais da VI Jornada de Saúde da Consciência e do IV Simpósio de Autoconscien-
cioterapia; Journal of Conscientiology;
Vol. 13, N. 50-S; International Academy of Consciousness (IAC); Evaromonte,
Portugal; Outubro, 2010; páginas 157 a 176.
03. Ceotto, Bárbara; Diário de Autocura: Da Doença à Saúde Consciencial; apres. Leonardo Rodrigues;
pref. Felix Wong; & Mário Oliveira; revisores Equipe de Revisores da Editares; 224 p.; 16 caps.; 1 apênd.; 45 abrevs.;
4 diagramas; 23 E-mails; 25 enus.; 22 estrangeirismos; 1 fluxograma; 2 técnicas; 20 websites; 1 apênd.; glos. 22 termos;
102 notas; 31 filmes; 73 refs.; alf.; geo.; ono.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR;
2014; páginas 64 e 174.
04. Costa, João P.; & Rossa, Dayane; Manual da Conscin-Cobaia; pref. João Aurélio; revisores Roberto Otu-
zi; et al.; 200 p.; 5 partes; 26 caps.; 1 cronologia; 61 enus.; 2 gráfs.; 3 ilus.; 1 questionário; 11 siglas; 4 tabs.; 11 técnicas;
1 website; glos. 183 termos; 45 refs.; 3 apênds.; alf.; 20,5 x 13,5 cm; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu,
PR; 2014; páginas 23, 24 e 112.
05. Luz, Marcelo da; Onde A Religião Termina?; pref. Waldo Vieira; revisores Erotides Laily; Helena Araú-
jo; & Valana Ferreira; 486 p.; 5 seções; 17 caps.; 2 apênds.; 22 filmes; 12 documentários. e minisséries; 571 refs.; 79 web-
grafias; geo; alf.; 23 x 16 x 3 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2011, páginas 41, 49, 88,
230, 296 e 316.
06. Niemeyer, Aline; Megapensenes Trivocabulares da Interassistencialidade; pref. Cristiane Ferraro; reviso-
res Laurentino Afonso; et al.; 120 p.; 19 refs.; 21 x 14 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR;
2016; páginas 32 e 58.
07. Pinheiro, Lourdes; Valores Evolutivos Universais: Acervo Transdisciplinar; pref. Ryon Braga; revisores;
Felipe Pinheiro; et al.; 440 p.; 213 refs.; 23 x 16 x 2 cm; br; Epígrafe Editorial e Gráfica; & Associação Internacional
União das Américas;
Foz do Iguaçu, PR; 2015, páginas 71 e 72.
08. Teles, Mabel; Zéfiro: A Paraidentidade Intermissiva de Waldo Vieira; revisores Erotides Louly; et al;
240 p.; 45 refs.; glos. 210 termos; alf.; 36 ilus.; geo.; ono.; 23 x 16 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do
Iguaçu, PR; 2014, páginas 167 e168.
09. Thomaz, Marina; & Pitaguari, Antônio; Orgs.; Tenepes: Assistência Interdimensional Lúcida; reviso-
res; Erotides Louly; Eucárdio de Rosso; & Roseli Oliveira; 664 p.; 5 partes; glos. 210 termos; 3 refs.; alf.; 23 x 14 x 4 cm.;
br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2015; páginas 90 e 589.
10. Tornieri, Sandra; Mapeamento da Sinalética Energética Parapsíquica; pref. Hernande Leite; revisores;
Mabel Teles; et al.; 296 p.; 55 caps.; 51 refs.; 6 filmes; 24 verbetes; glos. 210 termos; 1 anexo.; 2 apênds.; alf.; 21 x 14
cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2015; página 97.
11. Vieira, Waldo; Conscienciograma: Técnica de Avaliação da Consciência Integral; revisor Alexander
Steiner; 344 p.; 150 abrevs.; 106 assuntos da folhas de avaliação; 3 E-mails; 11 enus.; 100 folhas de avaliação; 1 foto;
1 microbiografia; 100 qualidades da consciência; 2.000 questionamentos; 100 títulos das folhas dee avaliação; 1 website;
glos. 282 termos; 7 refs.; alf.; 21x14 cm; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1996, páginas 71,
128, 139, 141, 192, 198, 201, 215, 238 e 254.
12. Idem; Dicionário de Argumentos da Concienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.572
p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 websites; alf.; 28,5
x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 63, 79 a 81, 131, 189, 245, 406,
442, 541, 630 a 631, 1.002, 1.010, 1.204 e 1.231.
13. Idem; Homo sapiens pacificus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 24 seções; 413
caps.; 403 abrevs.; 38 E-mails; 434 enus.; 484 estrangeirismos; 1 foto; 37 ilus.; 168 megapensenes trivocabulares; 1 mi-
crobiografia; 36 tabs.; 15 websites; glos. 241 termos; 25 pinacografias; 103 musicografias; 24 discografias; 20 cenografi-
as; 240 filmes; 9.625 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21,5 x 7 cm; enc.; 3
a
Ed.; Associação Internacional do Centro de Altos
Estudos da Conscienciologia
(CEAEC); & Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2007; páginas 58, 153,
183, 228, 229, 423, 424, 565, 607, 840, 982 e 993.
14. Idem; Homo sapiens reurbanisatus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 479 caps.; 139
abrevs.; 597 enus.; 413 estrangeirismos; 102 filmes; 40 ilus.; 5 índices; 3 infografias; 24 secoes; 102 sinopses; 25 tabs.;
glos. 241 termos; 7.663 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21 x 7 cm; enc.; Associação Internacional do Centro de Altos Estudos
da Conscienciologia
(CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; 2003; páginas 48, 115, 116, 219, 236, 341, 489, 534, 548, 558, 648,
650, 672, 751, 824, 932, 1.062, 1.064 e 1.065.
15. Idem; Léxico de Ortopensatas; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 2 Vols.; 1800 p.; Vols.
1 e 2; 1 blog.; 652 conceitos neoverponológicos; 22 E-mails; 19 enus.; 1 esquema de evolução consciencial; 17 fotos;
glos. 6476 termos; 1811 megapensenes trivocabulares; 1 microbiografia; 20.800 ortopensatas; 2 tabs.; 120 técnicas lexico-
gráficos; 19 websites; 28,5 x 22 x 10cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 109
e 975.

16. Idem; Manual dos Megapensenes Trivocabulares; revisores Adriana Lopes; Antonio Pitaguari; & Lour-
des Pinheiro; 378 p.; 3 seções; 49 citações; 85 elementos linguísticos; 18 E-mails; 110 enus.; 200 fórmulas; 2 fotos; 14
ilus.; 1 microbiografia; 2 pontoações; 1 técnica; 4.672 temas; 53 variáveis; 1 verbete enciclopédico; 16 websites; glos.
12.576 termos (megapensenes trivocabulares); 9 refs.; 1 anexo; 27,5 x 21 cm; enc.; Associação Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2009; página 111.
17. Yuahasi, Katia Kioko; Laboratório Consciencial do Erro: Oportunidade Evolutiva; Artigo; Duas Déca-
das do CEAEC; Conscientia; Revista; Trimestral; Vol. 19; N. 3; Associação Internacional do Centro de Altos Estudos da
Conscienciologia
(CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; Julho-Setembro, 2015; páginas 373 a 382.

Webgrafia Específica:


1. Pizarro, Marco Antonio; Manual das Lições Aprendidas e das Consolidações: Manual do Usuário; Ver-
são 2; revisores Bernard Soihet; Flávio Camargo; & Gláucia Balvedi; 6 p.;1 E-mail; 1 endereço; 3 enus.; 1 formulário;
Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia
(IIPC); Novembro, 2013; disponível em: <http: //intranet.iipc.
org/user_menu/>; acesso em 31.07.16.
2. Xavier, Ana Clara Rodrigues; et al.; Lições a Aprender: Uma Nova Abordagem para as Lições Aprendi-
das;
Dissertação; IX+147 p.; 9 caps.; 6 apênd.; 16 ilus.; 3 manuais; 2 gráfs.; 7 siglas; 15 tabs.; 63 refs.; Rio de Janeiro, RJ;
2007; Instituto COPPEAD de Administração da UFRJ; disponível em:<http://g2b.com.br/downloads-/08_licoes_a_apren
der_2007.pdf>; acesso em: 21.03.15.

M. A. P.