Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


IMPREVISTO OPORTUNO

(EXPERIMENTOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
O imprevisto oportuno é a ocorrência inesperada e singular, inserida nos
hábitos e rotinas da conscin, homem ou mulher, constituindo chance evolutiva e transformadora,
quando analisada racionalmente.
Tematologia.
Tema central neutro.
Etimologia.
O prefixo in vem do idioma Latim, in, “negação; privação”. A palavra pre-
visão
deriva também do idioma Latim, praevidere, “ver antes; perceber; descobrir”. Surgiu no Sé-
culo XV. O vocábulo oportuno provém do mesmo idioma Latim, opportunus, “a propósito; apro-
priado; conveniente”. Apareceu no Século XVI.
Sinonimologia:
1. Contratempo favorável. 2. Imprevisto profícuo. 3. Circunstância
imprevista oportuna. 4. Imprevisto conveniente.
Neologia.
As 3 expressões compostas imprevisto oportuno, imprevisto oportuno desper-
diçado
e imprevisto oportuno aproveitado são neologismos técnicos da Experimentologia.
Antonimologia:
1. Imprevisto inoportuno. 2. Imprevisto intempestivo. 3. Contratempo
assediante. 4. Situação inesperada assediadora.
Estrangeirismologia:
a open mind; o momento do approach; o turning-point; o insight
providencial; a window of opportunity; o modus vivendi pautado na interassistencialidade; o deci-
sive moment;
a good understanding between everyone; o modus ratiocinandi equilibrado; o mo-
mento just in time.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à perspicácia evolutiva.
Megapensenologia.
Eis 3 megapensenes trivocabulares relativos ao tema: - Há oportu-
nidades passando. Imprevisto: oportunidade evolutiva. Suportemos os imprevistos.

Proverbiologia.
Eis provérbio relacionado ao tema: - Na turbulência da vida se conhece
o bom piloto
.
Ortopensatologia.
- “Oportunidades. Existem muitas oportunidades que precisamos
abrir mão no caminho da evolução consciencial, pois não são as mais favoráveis. “As oportuni-
dades
aparecem quando menos se espera, em qualquer momento ou local. Devemos estar prepa-
rados. A vida é continuação de oportunidades criadas pela própria consciência”.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da Experimentologia; o holopensene pessoal da
multidimensionalidade consciencial; os exopensenes de amparador enquanto aporte sutil; a exo-
pensenidade; o abertismo autopensênico à recepção de informações evolutivas; a lucidez autopen-
sênica expandida às oportunidades imprevistas; os conviviopensenes; a conviviopensenidade;
o holopensene ambiental acolhedor; o agravante da manifestação pensênica; o holopensene pró-
evolutivo; os evoluciopensenes; a evoluciopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade;
os intrusopensenes; a intrusopensenidade; o holopensene pessoal da paraperceptibilidade; o aber-
tismo autopensênico; o holopensene apropriado; a mudança do bloco pensênico.

Fatologia:
o imprevisto oportuno; o dia dos encontros; o dia dos acertos; o ato de dizer
“sim” cosmoeticamente no momento oportuno; a impactoterapia esclarecedora e despertadora do
autocuidado e do autoconhecimento; a inserção abrupta de algo na pasmaceira do cotidiano; a in-
tervenção da singularidade; o evento impactante; o fenômeno surpreendente; o episódio inespera-
do; a surpresa agradável; a perplexidade ante a verpon; o detonador da admiração; a quebra da ro-
tina; a alteração do realismo dos fatos; o fator desencadeante da atenção; o ato de arregalar os
olhos; o desassombro racional; a desdramatização lógica pessoal; a mudança de patamar; o mo-

mento evolutivo oportuno; a abertura de outros horizontes; o abertismo consciencial diante das
adversidades; a dica feliz; o atilamento quanto às mensagens amparadoras recebidas de fontes
diversificadas e inusitadas; o senso de oportunidade evolutiva; o ato de observar com cuidado os
obstáculos; as sincronicidades oportunas; a descoberta de neoprocedimentos relevantes a serem
incorporados à autorrotina pesquisística; a oportunidade de reciclagem, imprevista e oportuna;
a predisposição ao acerto; a pessoa certa, no momento e local certos quanto à interassistencialida-
de; o encontro evolutivo com personalidade-chave nessa existência crítica; a atualização da pro-
éxis pessoal; a prontidão pessoal; a surpreendência; o fator desencadeante da recéxis; a hora da
autocompetência interassistencial ante as dificuldades existenciais; o momento da decisão neces-
sária do pagamento dos pedágios; a recepção de informações evolutivas; as ratificações inespera-
das e oportunas com as devidas atualizações para todos os envolvidos; as neoportunidades de res-
gate e de autocura quanto à egocarmalidade e grupocarmalidade; os enfrentamentos com as novas
rotas desconhecidas; a situação inusitada; as situações inestimáveis patrocinadas pelo convívio; os
trafares, trafores e trafais identificados nas interrelações; a qualidade da decisão pessoal nos
momentos críticos da evolução consciencial; a resiliência diante dos contrafluxos da vida diária;
os impactos ocasionados pela autenticidade consciencial; a cautela quanto aos detalhes aparente-
mente insignificantes; a perturbação positiva, oriunda dos fatos das abordagens interconscienciais
complexas; a crise inesperada de crescimento evolutivo aparecendo com a finalidade de abalar
a inércia quanto à evolução inarredável; os imprevistos previsíveis; a janela de oportunidade im-
prevista; os imprevistos com decisões just in time para as correções de proéxis.

Parafatologia:
a autovivência dos estado vibracional (EV) profilático; o momento para
reconciliações extrafísicas; os banhos de energia; a sinalética energética e parapsíquica pessoal
funcionando enquanto alerta; o potencial inspirador da tenepes; a sensibilidade paraperceptiva pa-
ra a identificação dos parassinais da amparabilidade; as paramizades raríssimas recuperadas pelo
assistente nos paraatos impactoterápicos inusitados; a capacidade de observação atenta às para-
oportunidades; a atenção aos sinais multidimensionais; as parapercepções aguçando o entendi-
mento dos imprevistos; o atilamento parapsíquico; a repercussão extrafísica na vida humana da
conscin; o papel das Centrais Extrafísicas nos reencontros de destino; a minipeça ajustada ao Ma-
ximecanismo Multidimensional Interassistencial
.

III. Detalhismo


Sinergismologia:
o sinergismo assistência-recuperação; o sinergismo autorreflexão ta-
quirrítmica-ponderação-determinação imediata;
o sinergismo curiosidade pesquisística sadia-
-observações
técnicas; o sinergismo ritmo de mudança-capacidade de adaptação pessoal; o si-
nergismo autodeterminação-continuísmo;
o sinergismo amparador intrafísico-amparador extra-
físico;
o sinergismo aguçamento dos sentidos-atilamento do intelecto-presteza na ação.
Principiologia:
o princípio da instantaneidade da oportunidade assistencial; o princípio
do aproveitamento do esclarecimento;
o princípio do aqui-agora-já aplicado; o princípio da
autorreflexão antes da ação;
o princípio do posicionamento pessoal (PPP); o princípio do exem-
plarismo pessoal
(PEP).
Codigologia:
a ocasião de qualquer encontro sinalizando a oportunidade assistencial
e a prática do código pessoal de Cosmoética (CPC); a observação atenta enquanto cláusula do
CPC;
o aferimento dos códigos de conduta pessoal.
Teoriologia:
a teoria dos reencontros interconscienciais oportunos; a teoria de sempre
haver decisão mais cosmoética para a demanda evolutiva imprevista
.
Tecnologia:
a técnica da tares; a técnica da evitação das adversidades desnecessárias;
a técnica da antecipação assistencial; a técnica do estado vibracional; a técnica da mudança
do bloco pensênico;
a técnica de viver lucidamente em todos os instantes existenciais.
Voluntariologia:
o voluntário interassistencial no trabalho certo, no lugar certo, na hora
certa e com as pessoas certas; o voluntariado conscienciológico ajudando nas oportunas autoper-
cepções das tendências comportamentais; o voluntário com visão panorâmica multidimensional.

Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da Autexperimentologia; o laborató-
rio conscienciológico da Autorganizaciologia;
o laboratório conscienciológico da grupalidade;
o laboratório conscienciológico da Autopensenologia; o laboratório conscienciológico da Autos-
sinaleticologia;
o autolabcon da vida cotidiana; o laboratório conscienciológico da Conviviolo-
gia
.
Colegiologia:
o Colégio Invisível da Experimentologia; o Colégio Invisível da Assisten-
ciologia;
o Colégio Invisível da Cosmovisiologia; o Colégio Invisível da Holomaturologia; o Co-
légio Invisível da
Homeostaticologia; o Colégio Invisível da Parapercepciologia; o Colégio Invi-
sível da Conviviologia
.
Efeitologia:
o efeito revigorante instantâneo do estado vibracional; a surpreendência
dos efeitos energéticos instantâneos promovidos pela consciex evoluída; o efeito impactante da
neoverpon captada a partir de fato interveniente original;
os efeitos da percepção da correlação
entre fatos e as realidades energéticas durante a oportunidade assistencial;
o efeito potencia-
lizador das oportunidades no momento evolutivo acertado;
a recuperação da oportunidade assis-
tencial como efeito do autorrefazimento frente ao imprevisto; o efeito da certeza íntima na toma-
da de decisões;
o efeito halo do posicionamento interassistencial diante das situações inespe-
radas
.
Neossinapsologia:
as autoneossinapses resultantes do aprendizado a partir do fato im-
previsto;
a potencialização da formação sináptica a partir da cosmovisão oportuna; a reformula-
ção de sinapses nas mudanças de postura; as neossinapses provenientes da mudança de foco para
as oportunidades assistenciais;
o momento eureca proporcionado pela aquisição de novas rotas
sinápticas; as neossinapses conscienciológicas propiciando novas formas de decidir com priori-
dade; as neossinapses provocando insight providencial.
Ciclologia:
a compreensão do ciclo recebimento-retribuição entre pessoas e no âmbito
da proéxis; a compreensão por meio do ciclo percepção-interpretação-apreciação-aplicação;
o ciclo contratempos-reaprumos; o ciclo das sicronicidades descobertas entre fatos e parafatos
oportunos
.
Enumerologia:
o instante oportuno acachapante; o instante oportuno esclarecedor;
o instante oportuno grupal; o instante oportuno singular; o instante oportuno energético; o instan-
te oportuno
assistencial; o instante oportuno corretivo. O instante no tempo oportuno; o instante
do alerta oportuno; o instante da criticidade oportuna; o instante do aprendizado oportuno;
o instante da intervenção oportuna; o instante da reconciliação oportuna; o instante da indecisão
inicial oportuna.
Binomiologia:
o binômio demanda regular-demanda eventual; o binômio sensibilidade-
-oportunidade;
o binômio sensibilidade perceptiva-sensibilidade paraperceptiva; o binômio as-
sombro-curiosidade;
o binômio assombro-surpresa; o binômio prontidão-acerto; o binômio aler-
ta-providência;
o binômio temperamento-aptidão; o binômio esbregue intermissivo-mudança de
patamar evolutivo;
o binômio reencontro-assistência; o binômio ritmo de mudança-capacidade
de adaptação pessoal;
o binômio atenção-decisão.
Interaciologia:
a interação contratempo minimizado-oportunidade gerada; a interação
fatos-parafatos;
a interação instante-ação; a interação predisposição assistencial-momento
oportuno;
a interação experimentação-multidimensionalidade; a interação temperamento-proce-
dimento;
a interação prioridade pessoal-prioridade evolutiva; a interação autocontrole-autocon-
fiança-autoprontidão;
a interação susto-acerto.
Crescendologia:
o crescendo recin na hora certa-potencialização da interassistenciali-
dade;
o crescendo mudança de pensamento-mudança de comportamento; o crescendo rapport
interassistencial-desassédio;
o crescendo imprevisto assediador-imprevisto oportuno.
Trinomiologia:
o trinômio percepção-análise-racionalização; o trinômio fato-assom-
bro-solução;
o trinômio oportunidade-taquirritimia-assertividade; o trinômio empatia-oportuni-
dade assistencial-traforismo;
o trinômio habilidade-criticidade-assistencialidade; o trinômio lu-
gar adequado-momento próprio-técnica certeira;
o trinômio revés-autossuperação-aprendiza-
do;
o trinômio rotina-imprevisto-aprendizado; o imprevisto podendo promover oportunidade
quanto ao trinômio conciliação-reconciliação-intercooperação.

Polinomiologia:
o momento oportuno quanto ao polinômio acolhimento-esclarecimen-
to-encaminhamento
-follow up; o polinômio dia imprevisto-observação atenta-investigação ri-
gorosa-indagação esclarecedora-análise paciente;
o polinômio vivenciar-examinar-compreen-
der-solucionar;
o polinômio surpresa-contágio-exame-compreensão-solução; o polinômio obser-
var-raciocinar-matematizar-concluir;
o polinômio constatação do fato-investigação do parafato
associado-formulação de hipótese interpretativa-atestação elucidativa
.
Antagonismologia:
o antagonismo pessoa alienada / pessoa lúcida; o antagonismo de-
safio / desestímulo;
o antagonismo sucesso / fracasso; o antagonismo momento assistencial / mo-
mento falho;
o antagonismo personalidade aberta / temperamento retranquista; o antagonismo
labilidade parapsíquica psicossomática
(autassédio) / labilidade parapsíquica mentalsomática
(mudança de bloco); o antagonismo resistência à mudança / abertura à renovação; o antagonis-
mo direção certa / contramão
.
Paradoxologia:
o paradoxo de o momento mais entrópico poder ser oportunidade assis-
tencial;
o paradoxo de o minicontratempo de alerta ser capaz de evitar o maxicontratempo;
o paradoxo de o momento das maiores incertezas poder ser a oportunidade de definição de acer-
tos em direção à interassistencialidade
.
Politicologia:
a discernimentocracia; a política existencial de considerar cada instante
ocasião especial; a política da convivialidade sadia; a cosmoeticocracia.
Legislogia:
a lei universal da compensação objetivando o equilíbrio geral; a lei do maior
esforço
aplicada ao descortino das realidades e pararrealidades; a lei de responsabilidade do mais
lúcido;
a lei do maior esforço evolutivo no aproveitamento dos percalços existenciais enquanto
oportunidades de crescimento; a lei do maior esforço no planejamento interassistencial durante as
atividades diárias; a lei de ação e reação; a lei da sincronicidade.
Filiologia:
a interassistenciofilia; a fatofilia; a neofilia; a reeducaciofilia; a experimento-
filia
; a pesquisofilia; a conviviofilia.
Fobiologia:
a fobia de errar; o medo ou o pavor de realidades intrafísicas em geral;
a superação da fobia ao inesperado; a profilaxia das fobias derivadas dos transtornos de ansieda-
de; a decidofobia; o medo do autenfrentamento; o medo às renovações e reciclagens; o medo das
novidades, notícias, informes; o medo quanto à audácia nas resoluções; o medo excessivo de ma-
nifestar as próprias opiniões; o medo de tropeçar nas mesmas dificuldades nas próximas expe-
rimentações.
Sindromologia:
a síndrome da dispersão consciencial ocasionando a perda da noção do
momento oportuno à assistência; a síndrome da apriorismose dificultando a mudança do auto-
temperamento; a síndrome do ansiosismo; a síndrome da insegurança; a síndrome do pânico;
a síndrome do déficit de atenção; a síndrome da catástrofe iminente.
Maniologia:
a mania de não refletir sobre o prioritário no momento assistencial.
Mitologia:
o mito do acaso; o mito da sorte e do azar; o mito de o imprevisto ser sempre
inoportuno;
o mito de viver bem a vida ser sinônimo de ficar na boa vida; o mito da impossi-
bilidade do governo das próprias emoções;
o mito de a vida ser feita de emoção; o mito castra-
dor de ninguém mudar
.
Holotecologia:
a historioteca; a experimentoteca; a pesquisoteca; a metodoteca; a feno-
menoteca; a sinaleticoteca; a parafenomenoteca; a pensenoteca; a conflitoteca; a criticoteca;
a discernimentoteca.
Interdisciplinologia:
a Experimentologia; a Intencionologia; a Conviviologia; a Auto-
pesquisologia; a Intercompreensiologia; a Parapercepciologia; a Interassistenciologia; a Acidento-
logia; a Priorologia; a Vivenciologia; a Discernimentologia; a Voliciologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a isca humana lúcida; o ser interassistencial; a consciência bem assistida;
a conscin medicamento; a conscin vigilante; a minipeça interassistencial lúcida; o ser desperto.

Masculinologia:
o homem atento; o intermissivista; o conviviólogo; o voluntário; o au-
todecisor; o tenepessista; o epicon lúcido; o amparador intrafísico; o parapercepciologista; o ho-
mem de ação; o ofiexista; o reciclante existencial; o inversor existencial; o sensitivo; o proexólo-
go; o proexista.

Femininologia:
a mulher atenta; a intermissivista; a convivióloga; a voluntária; a auto-
decisora; a tenepessista; a epicon lúcida; a amparadora intrafísica; a parapercepciologista; a mu-
lher de ação; a ofiexista; a reciclante existencial; a inversora existencial; a sensitiva; a proexóloga;
a proexista.

Hominologia:
o Homo sapiens vigilans; o Homo sapiens attentus; o Homo sapiens sen-
sitivus;
o Homo sapiens intermissivus; o Homo sapiens determinator; o Homo sapiens cosmovisi-
ologus;
o Homo sapiens interassistentialis; o Homo sapiens observatus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
imprevisto oportuno desperdiçado = a ocorrência inesperada da assistên-
cia, singular, não priorizada enquanto aprendizado evolutivo; imprevisto oportuno aproveitado
= a ocorrência inesperada da assistência, singular, priorizada enquanto aprendizado evolutivo.

Culturologia:
a cultura de aprender a lidar com os imprevistos do dia a dia; a cultura
de saber tirar proveito das fases críticas inesperadas;
a cultura da inteligência evolutiva (IE)
aplicada no momento crítico; a cultura do equilíbrio emocional; a cultura da convivência sadia;
a cultura do antidesperdício; a cultura da prioridade da racionalidade.

Taxologia.
Sob a ótica da Experimentologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 7 si-
tuações de abertura a possíveis imprevistos, chances existenciais às conscins atiladas, podendo
tornar-se oportunidade de aprendizado assistencial:
1. Agenda: o evento extra, fora da programação dos compromissos estabelecidos na
agenda pessoal.
2. Debate: o debate de ideias sobre tema relevante.
3. Encontro: a confluência imprevista com pessoa, conhecida ou desconhecida.
4. Entrevista: a pergunta inusitada, durante entrevista, sobre assunto essencial.
5. Telefonema: o telefonema inesperado, crítico ou preocupante.
6. Trânsito: a mudança do trajeto padrão, devido ao congestionamento da localidade ou
mesmo do bairro.
7. Viagem: a viagem repentina, fora do programado, para socorrer familiar ou amigo.

Autodomínio.
A falta de autodomínio da autorreatividade patológica frente aos impre-
vistos determina a perda de oportunidade evolutiva de converter o fato inesperado em oportuno ao
aprendizado transformador.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o imprevisto oportuno, indicados para a expansão das
abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Abordagem da oportunidade: Autolucidologia; Homeostático.
02. Alerta consciencial: Paraprofilaxiologia; Homeostático.
03. Autodomínio emocional despertológico: Psicossomatologia; Homeostático.
04. Convite providencial: Amparologia; Homeostático.
05. Extrapauta: Comunicologia; Neutro.

06. Fonte de assombro: Experimentologia; Neutro.
07. Momento da megadecisão: Recexologia; Neutro.
08. Momento evolutivo: Paracronologia; Neutro.
09. Observação atenta: Cogniciologia; Neutro.
10. Oportunidade de ajudar: Interassistenciologia; Homeostático.
11. Paramomento impactante: Extrafisicologia; Homeostático.
12. Profilaxia dos imprevistos: Profilaxiologia; Homeostático.
13. Reação equilibrada: Psicossomatologia; Homeostático.
14. Ruptura do equilíbrio: Evoluciologia; Neutro.
15. Surpreendência: Conviviologia; Neutro.

A PARAPERCEPÇÃO E VIVÊNCIA DO
IMPREVISTO OPOR-
TUNO PODEM SUSCITAR MÚLTIPLOS VIESES ÀS INDAGA-
ÇÕES DA CONSCIN ATENTA, INDICANDO NOVAS FORMAS
DE ENCARAR A VIDA E
AMPLIAR A MUNDIVIDÊNCIA.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, reage intempestivamente aos imprevistos? Qual
atributo consciencial, ainda não trabalhado, pode tornar o imprevisto em oportunidade de aprendi-
zado?

Bibliografia Específica:


01. Arakaki, Kátia; Antibagulhismo Energético; revis. Erotides Louly; Flávio Buonato; & Sanda Tornieri;
190 p.; 23 caps.; 105 refs.; 4 filmes; glos. 99 termos; alf.; 21x21 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Igua-
çu, PR; 2015; página 26.
02. Balona, Málu; Autocura através da Reconciliação: Um Estudo Prático sobre a Afetividade; pref. 1
a
Ed.
Marina Thomaz; pref. 2
a
Ed. Daniel Muniz; pref. 3ª Ed. Cristina Arakaki; pref. 4ª Ed. Allan Gurgel; revisor Marcelo Belli-
ni; 368 p.; 2 seções; 11 caps.; 124 adágios; 23 E-mails; 1 entrevista; 56 enus.; 2 escalas; 1 esquema; 1 foto; 10 gráfs.;
6 ilus.; 1 microbiografia; 5 quadros sinópticos; 3 séries harmônicas; 2 tabs.; 18 técnicas; 5 teorias; 21 websites; glos. 86
termos; 25 infografias; 20 cenografias; 84 filmes; posf.; 338 refs.; 28 webgrafias; 2 apênds.; alf.; 21 x 14 cm.; enc.; 4
a
Ed.
rev. e aum.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2015; páginas 21, 22, 50, 61, 63, 90, 94 a 95, 111,
116, 124, 127, 156, 164 a 165, 168 a 169, 183, 188, 236, 240, 246 a 247, 261 e 353.
03. Bonassi, Luiz; Paradoxos: Você tem Certeza sobre Tudo o que Pensa?; pref. Márcio Bartolomeu; reviso-
res Erotides Araújo, et. al.; 78 colaboradores; 648 p.; 5 partes; 156 caps.; 81 enus.; 1000 refs.; 150 conclusões; 23
x 16 x 5 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2016; páginas 59, 62, 151, 263, 437, 523 e 532.
04. Fritzen, Reinalda; Caminhos da Autossuperação: Relatos de Maxidissidência Ideológica; pref.
Hernande Leite; revisores Equipe de Revisores da Editares; 230 p.; 4 partes; 11 caps.; 2 citações; 21 E-mails; 30 enus.;
1 foto; 1 microbiografia; 1 tab.; 21 websites; glos. 63 termos; 78 refs.; alf.; geo.; ono.; 23 x 16 cm; br.; Associação
Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2013; página 182.
05. Haymann, Maximiliano; Prescrições para o Autodesassédio; revisores Ivelise Vicenzi; et al.; revs. Eroti-
des Louly, et.al.; 216 p.; 4 seções; 36 caps.; 24 E-mails; 88 enus.; 1 esquema; 1 fluxograma; 1 foto; 1 microbiografia;
4 tabs.; 21 websites; glos. 168 termos; 63 refs.; 78 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia; 28 webgrafias; alf.; 23
x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2016; páginas 59 e 138.
06. Kunz, Guilherme; Manual do Materpensene: A Síntese da Consciência; pref. Nara Oliveira; revs. João
Paulo Costa, et. al.; 149 p.; 5 seções; 24 caps.; 67 enus.; 14 ilus.; 1 minicurrículo; 3 tabs.; 20 websites; glos. 178 termos;
31 refs.; 90 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia; alf.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz
do Iguaçu, PR; 2015; página 86.
07. Machado, Cesar Iria; Proatividade Evolutiva: Sob a Ótica da Autoconsciencioterapia; pref. Tony Mus-
skopf; revisores Equipe de Revisores da Editares; 440 p.; 7 seções; 53 caps.; 69 abrevs.; 2 diagramas; 21 E-mails; 309
enus.; 1 foto; 1 microbiografia; 14 tabs.; 20 websites; 38 estrangeirismos; glos. 196 termos; glos. 17 termos neológicos
especializados; 6 infografias; 10 filmes; 406 refs.; alf.; geo.; 23 x 16 x 3 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz
do Iguaçu, PR; 2014; páginas 13, 40 e 128.
08. Martins, Eduardo; Higiene Consciencial: Reconquistando a Homeostase no Microuniverso Conscien-
cial;
revs. Dayane Rossa, et. al.; pref. Ruy Bueno; 329 p.; 46 caps.; 27 E-mails; 6 seções; 7 anexos; 6 infografias; 4 tabs.;
glos. 282 termos; geo.; alf.; 1 videografia; 1 foto; 6 filmes; 19 refs.; 17 técnicas de higiene consciencial; 25 websites; 23
x 16 x 2 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2016; página 186.
09. Matos, Alzemiro Rufino de; Vida Oportunidade de Aprender; pref. Lucy Lutfi; revisores Equipe de Revi-
sores da Editares; 174p.; 11 caps.; 1 foto; glos. 49 termos; 42 termos linguagem sertaneja; 100 termos de máximas,
provérbios e citações; 53 refs.; alf.; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; página 149.

10. Musskopf, Tony; Autenticidade Consciencial; pref. Kátia Arakaki; revisores Claudio Lima, et al.; 376
p.; 6 seções; 107 caps.; 71 abrevs.; 22 E-mails; 155 enus.; 81 estrangeirismos; 1 microbiografia; 1 questionário da auten-
ticidade consciencial com 10 perguntas e 10 respostas; 3 tabs.; 19 websites; glos. 237 termos; glos. 11 termos neológico
especializado; 6 filmes; 508 refs.; 1 anexo; alf.; geo.; ono.; 23,5 x 16,5 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz
do Iguaçu, PR; 2012; páginas 185, 194 a 195, 253 a 254 e 261 a 262.
11. Rogick, Flávia; Consciência Centrada na Assistência; revisores Djalma Fonseca; et al.; 300 p.; 4 partes;
38 seções; 34 subseções; 34 caps.; 26 E-mails; epíl.; 1 foto; 24 websites; 59 refs.; alf.; 24 x 16 cm; br.; 1 imp.; Associação
Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2016; página 110.
12. Rossa, Dayane; Oportunidade de Viver: Estudo sobre a Existência Humana e o Sentido da Vida; pref.
Amin Lascani; revisores Equipe de Revisores da Editares; 328 p.; 8 seções; 47 caps.; 22 E-mails; 192 enus.; 1 foto;
1 minicurrículo; 2 tabs.; 20 websites; glos. 179 termos; 10 filmes; 199 refs.; alf.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacio-
nal Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2014.; páginas 36, 130, 138 a 140 e 205 a 206.
13. Vieira, Waldo; Conscienciograma: Técnica de Avaliação da Consciência Integral; revisor Alexander
Steiner; 344 p.; 150 abrevs.; 106 assuntos da folhas de avaliação; 3 E-mails; 11 enus.; 100 folhas de avaliação; 1 foto;
1 microbiografia; 100 qualidades da consciência; 2.000 questionamentos; 100 títulos das folhas de avaliação; 1 website;
glos. 282 termos; 7 refs.; alf.; 21x14 cm; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1996, páginas 60,
94, 142, 183, 201, 232 e 239.
14. Idem; Dicionário de Argumentos da Concienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.572
p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 websites; alf.; 28,5
x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014a; páginas 134, 199, 204, 345, 544, 563,
703, 877, 1.092, 1.236 a 1.238, 1.312, 1.354 e 1.448.
15. Idem; Léxico de Ortopensatas; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 2 Vols.; 1800 p.; Vols.
1 e 2; 1 blog.; 652 conceitos onológicos; 22 E-mails; 19 enus.; 1 esquema de evolução consciencial; 17 fotos; glos. 6476
termos; 1.811 megapensenes trivocabulares; 1 microbiografia; 20.800 ortopensatas; 2 tabs.; 120 técnicas lexicográficos;
19 websites; 28,5 x 22 x 10cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR 2014b; páginas 48, 91, 142
a 143, 458 a 459, 474, 487, 528, 835, 876, 1.117, 1.157, 1.175, 1.270, 1.364 e 1.368.
16. Idem; Manual dos Megapensenes Trivocabulares; revisores Adriana Lopes; Antonio Pitaguari; & Lour-
des Pinheiro; 378 p.; 3 seções; 49 citações; 85 elementos linguísticos; 18 E-mails; 110 enus.; 200 fórmulas; 2 fotos; 14
ilus.; 1 microbiografia; 2 pontoações; 1 técnica; 4.672 temas; 53 variáveis; 1 verbete enciclopédico; 16 websites; glos.
12.576 termos (megapensenes trivocabulares); 9 refs.; 1 anexo; 27,5 x 21 cm; enc.; Associação Internacional Edita-
res;
Foz do Iguaçu, PR; 2009; páginas 215 e 264.

M. A. P.