Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


BINÔMIO INVÉXIS-CONSCIENCIOMETRIA

(INVEXOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
O binômio invéxis-Conscienciometria é a associação teática vivenciada
pela conscin, homem ou mulher, intermissivista, lúcida, cosmoética, autocrítica, ao conjugar
a aplicação da técnica da invéxis com avaliações conscienciométricas, visando qualificar a mani-
festação consciencial desde jovem e a consecução da autoproéxis.
Tematologia.
Tema central homeostático.
Etimologia.
O termo binômio vem do idioma Latim, binomius, composto por bis, “dois”,
e nomen, “nome; apelação; palavra; termo; expressão; nome de família; nome próprio; prenome;
sobrenome; apelido”. Surgiu no Século XIX. O vocábulo inversão provém do idioma Latim,
inversio,
“inversão; transposição em retórica; ironia; anástrofe; alegoria”, de invertere, “virar;
voltar do avesso; revolver; derrubar; deitar abaixo; inverter; transtornar”. Apareceu igualmente no
Século XIX. A palavra existencial deriva também do idioma Latim, existentialis, “existencial”, de
existere,
“aparecer; nascer; deixar-se ver; mostrar-se; apresentar-se; existir; ser; ter existência re-
al”. Surgiu no mesmo Século XIX. O termo consciência provém igualmente do idioma Latim,
conscientia,
“conhecimento de alguma coisa comum a muitas pessoas; conhecimento; consciên-
cia; senso íntimo”, e este do verbo conscire, “ter conhecimento de”. Apareceu no Século XIII.
O elemento de composição metria procede igualmente do idioma Latim, metrum, “medida de
1 verso”, e este do idioma Grego, métron, “unidade de medida; o que mede; instrumento para
medir”.
Sinonimologia:
1. Binômio invéxis-heteroconscienciometria. 2. Interação invéxis-
-Conscienciometria
. 3. Interrelação invéxis-Conscienciometria. 4. Associação invéxis-Conscien-
ciometria
.
Neologia.
As 3 expressões compostas binômio invéxis-Conscienciometria, binômio in-
véxis-Conscienciometria básico
e binômio Invéxis-Conscienciometria avançado são neologismos
técnicos da Invexologia.
Antonimologia:
1. Binômio recéxis-Conscienciometria. 2. Binômio invéxis-Conscien-
cioterapia.

Estrangeirismologia:
o upgrade técnico evolutivo.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à assunção da responsabilidade autoproexológica.
Megapensenologia.
Eis megapensene trivocabular relativo ao tema: - Conscienciogra-
ma: megateste consciencial
.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene da invexibilidade; a pensenidade com padrão de holoma-
turidade precoce; os reciclopensenes; a reciclopensenidade; os prioropensenes; a prioropenseni-
dade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os lucidopensenes; a lucidopensenidade; os evolucio-
pensenes; a evoluciopensenidade; os neopensenes; a neopensenidade.

Fatologia:
a inversão existencial entrosada às normas evolutivas do Conscienciograma;
a oportunidade de aceleração da consecução da proéxis do inversor; o uso de ferramenta auto-
conscienciométrica auxiliando no maxiplanejamento invexológico; a crise de crescimento produ-
tiva advinda da vivência do binômio invéxis-Conscienciometria; os pontos cegos do inversor re-
velados pela Autoconscienciometria; as recins atrasadas; as imaturidades; os talentos desperdiça-
dos; o porão consciencial na adultidade; as autoprescrições cirúrgicas; o antidiscernimento; o re-
ceio da heterocrítica; a inteligência evolutiva (IE) aplicada à vivência teática do binômio invéxis-
Conscienciometria;
os cursos de Autoconscienciometria; a condição otimizadora do inversor cur-

sando o Conscin-Cobaia Voluntária; o autodesnudamento consciencial da conscin jovem; a aferi-
ção do momento evolutivo pessoal; as autoimpactoterapias permanentes a partir da aplicação do
Conscienciograma; a Associação Internacional de Conscienciometria Interassistencial (CONS-
CIUS) contribuindo na autossuperação dos traços imaturos do inversor; a maturidade antecipada
no voluntariado teático da Associação Internacional de Inversão Existencial (ASSINVÉXIS);
a identificação dos padrões de funcionamento; o combate às causas dos problemas pessoais; as
prioridades evolutivas; a consecução pessoal da proéxis; as reconciliações egocármicas; a transpa-
rência na autexemplificação evolutiva; a responsabilidade pessoal perante a proéxis; a profilaxia
dos acidentes de percurso; a profilaxia dos desvios de proéxis; as autopriorizações; a promoção
rumo ao compléxis; a remissão de conflitos íntimos; o reconhecimento do público alvo da proéxis
pessoal; a assunção de trafores; a identificação dos trafares; o reconhecimento dos trafais; o au-
mento da autopercepção enquanto consciência inversora; os feedbacks técnicos dos conscienciô-
metras; a decisão de iniciar a tarefa energética pessoal (tenepes); o maxiplanejamento invexológi-
co embasado na autopercepção realista; o máximo proveito evolutivo oportunizado pelo binômio
invéxis-Conscienciometria
.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático; a soltura energos-
somática; o autodomínio bioenergético; a percepção da repercussão multidimensional e seriexoló-
gica da própria recin; a sintonia refinada e ininterrupta com a paraprocedência pessoal quando
evolutivamente sadia; as rememorações do Curso Intermissivo (CI); a conexão com o amparo ex-
trafísico de função; a Paraconscienciometria Cosmoética; as autocompensações bioenergéticas;
a recuperação de cons; a assunção da paraliderança interassistencial.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo inversor-conscienciômetra.
Principiologia:
o princípio do posicionamento pessoal (PPP) do praticante da invéxis.
Codigologia:
o código pessoal de Cosmoética (CPC) balizando a consecução da proéxis
do inversor existencial; o código de valores pessoais do inversor existencial.
Teoriologia:
a teoria do inversor cosmoético consciente das autorresponsabilidades
perante a evolução pessoal e grupal;
a teoria do descarte do imprestável advinda da autossupera-
ção do porão consciencial do inversor.
Tecnologia:
a técnica da invéxis auxiliando na postura de abertismo do inversor para re-
cins resultantes da Autoconscienciometria; a paratecnologia conscienciométrica; a técnica da
conscin-cobaia voluntária
.
Voluntariologia:
o voluntariado conscienciológico na Associação Internacional de In-
versão Existencial;
o voluntariado conscienciológico na Associação Internacional de Conscien-
ciometria Interassistencial
.
Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da Autoconscienciometrologia; o la-
boratório conscienciológico da Autoinvexometrologia
.
Colegiologia:
o Colégio Invisível da Invexologia; o Colégio Invisível da Consciencio-
metrologia
.
Efeitologia:
os efeitos autesclarecedores advindos da aplicação do Conscienciograma
pelo inversor;
o efeito profilático contra mata-burros da invéxis a partir da ampliação da lucidez;
o efeito da Autoconscienciometria sobre o maxiplanejamento pessoal do inversor.
Neossinapsologia:
a criação de neossinapses a partir da Autoconscienciometria; as ne-
ossinapses derivadas das paraneossinapses evolutivas;
as neossinapses recicladoras promovidas
pelo desassédio durante autoconscienciometria.
Ciclologia:
o ciclo autoconscienciométrico autavaliação-autodiagnóstico-reciclagem-
-reavaliação;
o ciclo esforço-conquista-sustentação-domínio; o ciclo meta-conquista; o potencial
para reciclar mantido durante todo o ciclo etário humano.

Enumerologia:
a autorreeducação holossomática; a catálise evolutiva; a amplificação da
consciencialidade; a medida da antecipação da autolucidez; a queima programada de etapas;
a correção do planejamento invexológico; a autossustentabilidade consciencial desde a juventude.
Binomiologia:
o binômio invéxis-Conscienciometria.
Interaciologia:
a interação inversores-paraconscienciômetras; a interação idade física-
-maturidade;
a interação autopesquisa constante-autorrenovação infindável.
Crescendologia:
o crescendo planejamento extrafísico-realização intrafísica; o cres-
cendo completismo diário-completismo existencial
(compléxis).
Trinomiologia:
o trinômio curto prazo-médio prazo-longo prazo dentro do maxiplane-
jamento invexológico.
Polinomiologia:
o polinômio autevolutivo transições-crises-gargalos-neopatamares.
Antagonismologia:
o antagonismo jovem reciclante / jovem inversor; o antagonismo jo-
vem imaturo / jovem maduro;
o antagonismo espectador da vida / protagonista da vida.
Paradoxologia:
o paradoxo de a disciplina trazer liberdade; o paradoxo surpreendente
do adolescente equilibrado;
o exemplarismo paradoxal do jovem inversor existencial inexperien-
te reeducando o adulto veterano intermissivista
.
Politicologia:
a invexocracia; a conscienciometrocracia; a assistenciocracia; a cosmoe-
ticocracia; a discernimentocracia; a proexocracia; a lucidocracia.
Legislogia:
o resultado da lei do maior esforço praticada pelo inversor autoconscienciô-
metra.
Filiologia:
a invexofilia; a conscienciometrofilia; a recinofilia; a priorofilia; a autopes-
quisofilia; a cosmoeticofilia; a maturofilia.
Fobiologia:
a invexofobia; a conscienciometrofobia; a recinofobia; a priorofobia; a auto-
pesquisofobia.
Sindromologia:
a superação da síndrome da dispersão consciencial; a erradicação da
síndrome do canguru;
a remoção da síndrome da apriorismose; o declínio da síndrome do infan-
tilismo;
o sobrepujamento da síndrome da mediocrização; a nulificação da síndrome de Peter
Pan;
a eliminação da síndrome do estrangeiro (SEST).
Maniologia:
a egomania; a apriorismomania; a fracassomania; a megalomania; a mito-
mania
; a narcisomania; a mania de empurrar com a barriga.
Mitologia:
o mito do inversor perfeito; o mito do momento ideal para iniciar a auto-
conscienciometria
.
Holotecologia:
a invexoteca; a conscienciometroteca.
Interdisciplinologia:
a Invexologia; a Conscienciometrologia; a Invexometrologia;
a Holomaturologia; a Despertologia; a Autolucidologia; a Autodiscernimentologia; a Evoluciolo-
gia; a Voliciologia; a Experimentologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a conscin inversora autoconscienciômetra.

Masculinologia:
o acoplamentista; o agente retrocognitor; o autodecisor; o intermissi-
vista; o cognopolita; o compassageiro evolutivo; o completista; o conscienciólogo; o conscienciô-
metra; o consciencioterapeuta; o proexista; o proexólogo; o exemplarista; o inversor veterano;
o invexólogo; o invexômetra; o tenepessista; o projetor consciente; o tertuliano; o verbetólogo;
o voluntário; o homem de ação.

Femininologia:
a acoplamentista; a agente retrocognitora; a autodecisora; a intermissi-
vista; a cognopolita; a compassageira evolutiva; a completista; a consciencióloga; a conscienciô-
metra; a consciencioterapeuta; a proexista; a proexóloga; a exemplarista; a inversora veterana;
a invexóloga; a invexômetra; a tenepessista; a projetora consciente; a tertuliana; a verbetóloga;
a voluntária; a mulher de ação.

Hominologia:
o Homo sapiens inversor; o Homo sapiens conscientiometricus; o Homo
sapiens reflexivus;
o Homo sapiens orthopensenicus; o Homo sapiens proexologus; o Homo sa-
piens autoperquisitor;
o Homo sapiens activus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
binômio invéxis-Conscienciometria básico = a vivência aquisitiva do in-
versor jejuno utilizando a Autoconscienciometria na fase preparatória da proéxis; binômio invé-
xis-Conscienciometria avançado
= a vivência distributiva do inversor veterano utilizando a Auto-
conscienciometria na fase executiva da proéxis.

Culturologia:
a cultura invexológica; a cultura da Conscienciometria; a cultura da
maturidade juvenil;
a cultura intermissivista.

Estrategiologia.
Sob a ótica da Priorologia, eis, por exemplo, na ordem alfabética, 10
possíveis estratégias pessoais úteis na vivência do binômio invéxis-Conscienciometria:
01. Aprofundamento. Responder páginas específicas do Conscienciograma aprofun-
dando a compreensão de trafares e / ou trafais identificados.
02. Associação. Vincular a aplicação da técnica da autorreflexão de 5 horas a determi-
nada sessão do Conscienciograma.
03. Imersão. Dedicar semana inteira para responder ao Conscienciograma.
04. Megaexposição. Participar do curso Conscin-Cobaia Voluntária.
05. Otimização. Responder alguma página do livro por dia, diariamente, em ambiente
doméstico otimizado.
06. Pré-tenepes. Responder, diariamente, algumas questões antes da prática da tenepes.
07. Recin. Aprender o manuseio da Autoconscienciometria no curso Recin I da CONS-
CIUS para iniciantes.
08. Repetição. Preencher o gráfico autoconscienciométrico algumas vezes ao longo do
ano.
09. Serenarium. Priorizar as respostas ao Conscienciograma durante o experimento no
laboratório Serenarium
.
10. Troca. Compartilhar experiências entre veteranos na condição de conscin-cobaia se-
manal no curso Recin II da CONSCIUS.

Resultadologia.
Sob a ótica da Intermissiologia, eis, na ordem alfabética, 10 resultados
homeostáticos passíveis de advir da vivência lúcida do binômio invéxis-Conscienciometria:
01. Acessibilidade: espaço mental para insights e acessibilidade da equipex consigo.
02. Atualização: manutenção de autoimagem condizente com momento evolutivo atual.
03. Autorresponsabilidade: assunção da autorresponsabilidade proexológica.
04. Equilíbrio: desnudamento da realidade consciencial em processo de autexposição
homeostática.
05. Recins: certeza íntima da necessidade de recins rompendo conexões com grupos do
passado.
06. Reconhecimento: identificação de afinidades do passado anacrônicas.
07. Retribuição: qualificação da retribuição proexológica advindas da invexibilidade
pessoal.
08. Trafalologia: percepção do impacto multidimensional de trafais negligenciados.
09. Trafarologia: autoconscientização de trafares sem espaço para autovitimização.
10. Traforologia: assunção de autotrafores ociosos ou minimizados anticosmoetica-
mente.


VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 12 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o binômio invéxis-Conscienciometria, indicados para
a expansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens
interessados:
01. Autocentramento consciencial: Conscienciometrologia; Homeostático.
02. Binômio autocognição-responsabilidade: Autocogniciologia; Homeostático.
03. Binômio Autoconscienciometrologia-Autopesquisologia: Experimentologia; Ho-
meostático.
04. Conscienciômetra: Conscienciometrologia; Homeostático.
05. Desassediometria: Autoconscienciometrologia; Neutro.
06. Despertometria: Predespertologia; Neutro.
07. Distorção cognitiva: Parapatologia; Nosográfico.
08. Invexograma: Invexometrologia; Neutro.
09. Paraconscienciometria: Parapercepciologia; Neutro.
10. Propulsor da invéxis: Invexometrologia; Homeostático.
11. Síntese conscienciométrica: Conscienciometrologia; Neutro.
12. Travão da autodesperticidade: Autassediologia; Nosográfico.

VIVENCIAR O
BINÔMIO INVÉXIS-CONSCIENCIOMETRIA
UTILIZANDO
AUTOCRÍTICA MÁXIMA, COSMOETICAMENTE
ORIENTADA, É CONDIÇÃO PRIORITÁRIA AO INVERSOR,
OU INVERSORA, RUMO AOS
ÊXITOS DO COMPLÉXIS.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, já fez autorreflexões a partir da aplicação do
Conscienciograma? Na condição de inversor ou reciclante?

Bibliografia Específica:

1. Costa, João Paulo; Rossa, Dayane; Manual da Conscin-Cobaia; pref. João Aurélio Bonassi; revisores
Roberto Otuzi; Helena Alves Araújo; & Erotides Louly; 200 p.; 5 seções; 26 caps.; 1 cronologia; 22 E-mails; 69 enus.;
2 fotos; 2 gráfs.; 3 ilus.; 2 minicurrículos; 4 tabs.; 20 websites; glos. 183 termos; 45 refs.; 1 apênd.; alf.; 21 x 14 cm; br.;
Associação Internacional Editares;
Foz do Iguaçu, PR; 2014, página 82.
2. Nonato, Alexandre; et al.; Inversão Existencial: Autoconhecimento, Assistência e Evolução desde a Ju-
ventude;
pref. Waldo Vieira; 304 p.; 70 caps.; 17 E-mails; 62 enus; 16 fotos; 5 microbiografias; 7 tabs.; 17 websites; glos.
155 termos; 376 refs.; 1 apênd.; alf.; 23 x 16 cm; br.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2011; pági-
nas 189 e 190.
3. Vieira, Waldo; Conscienciograma: Técnica de Avaliação da Consciência Integral; revisor Alexander
Steiner; 344 p.; 150 abrevs.; 106 assuntos das folhas de avaliação; 3 E-mails; 11 enus.; 100 folhas de avaliação; 1 foto;
1 microbiografia; 100 qualidades da consciência; 2.000 questionamentos; 100 títulos das folhas de avaliação; 1 website;
glos. 282 termos; 7 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1996; páginas
60 e 61.
4. Idem; Manual dos Megapensenes Trivocabulares; revisores Adriana Lopes; Antonio Pitaguari; & Lourdes
Pinheiro; 378 p.; 3 seções; 49 citações; 85 elementos linguísticos; 18 E-mails; 110 enus.; 200 fórmulas; 2 fotos; 14 ilus.;
1 microbiografia; 2 pontoações; 1 técnica; 4.672 temas; 53 variáveis; 1 verbete enciclopédico; 16 websites; glos. 12.576
termos (megapensenes trivocabulares); 9 refs.; 1 anexo; 27,5 x 21 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do
Iguaçu, PR; 2009, página 54.
5. Idem; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 40 seções; 100 subseções; 700 caps.; 147 abrevs.;
1 cronologia; 100 datas; 1 E-mail; 600 enus.; 272 estrangeirismos; 2 tabs.; 300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.;
geo.; ono.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; páginas 689 a 715.

V. T. R.