Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


AUTOCOSMOVISÃO DO INTERASSISTENTE

(AUTOCOSMOVISIOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
A autocosmovisão do interassistente é a condição de expansão da auto-
mundividência consciencial alcançada na atual existência crítica, por meio de megaesforços auto-
pesquisísticos recinológicos requisitados pelo exercício do epicentrismo autolúcido interassisten-
cial, agilizando a holomaturescência do autodiscernimento cosmoético parapsíquico despertoló-
gico.
Tematologia.
Tema central homeostático.
Etimologia.
O primeiro elemento de composição auto vem do idioma Grego, autós, “eu
mesmo; por si próprio”. O vocábulo cosmos deriva do mesmo idioma Grego, kósmos, “ordem; or-
ganização; mundo; universo”. Surgiu em 1563. O segundo elemento de composição cosmo proce-
de também do idioma Grego, kósmos. Apareceu, no idioma Português, no Século XIX. O termo
visão
provém do idioma Latim, visio, “ação de ver; vista”. Surgiu no Século XIII. O prefixo inter
deriva do mesmo idioma Latim, inter, “no interior de 2; entre; no espaço de”. A palavra assistente
procede igualmente do idioma Latim, assistens ou adsistens, de assistere, “estar ou conservar-se
de pé junto a; estar presente; comparecer; assistir em juízo”. Apareceu no Século XVI.
Sinonimologia:
1. Automundivisão do interassistente. 2. Automultivisão do interassis-
tente. 3. Automundividência do interassistente. 4. Autoconcepção de mundo do interassistente.
Neologia.
As 3 expressões compostas autocosmovisão do interassistente, autocosmovi-
são jejuna do interassistente
e autocosmovisão veterana do interassistente são neologismos técni-
cos da Autocosmovisiologia.
Antonimologia:
1. Autorreducionismo do interassistente. 2. Autofechadismo do inte-
rassistente. 3. Automonovisão do interassistente. 4. Autoformatação do interassistente. 5. Auto-
minivisão do interassistente.
Estrangeirismologia:
a seriéxis devassada em landscape pelo interassistente; a Weltan-
schauung
evolutiva; a parapaisagem evolutiva vista do alto do belvedere assistencial; a Weltkon-
zeption
sob o microscópio do detalhismo autevolutivo; o bom hábito de prende de l’ampleur nas
abordagens autopesquisísticas; o autencantamento renovado diante do puzzle cósmico; a Weltan-
sicht
na condição de posto avançado de observação parafatuística; o prioridade da interassistência
full time;
a preferência pelo autenfrentamento de fatos e parafatos en grandeur nature; o theatrum
mundi;
as repercussões heterorretrocognitivas cosmovisiológicas das Tertúlias Conscienciológi-
cas online.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto à holomaturidade interassistencial autocosmovisiológica.
Megapensenologia.
Eis 12 megapensenes trivocabulares relativos ao tema: - Autosserie-
xologia: cosmovisão pan-histórica. Cosmovisão é autorretroalimentadora. Holobiografia inte-
rassistencial: autoprioridade. Autocosmovisão ressignifica parafatos. Ampliemos a autocosmovi-
são. Interassistência expande autocognições. Autocosmovisão: qualificação interassistencial. Au-
tomundivisões: autopercepções mutantes. Enciclopédia: flagrante cosmovisiológico. Autocosmo-
visão: assistência potencializada. Holomaturidade: autocosmovisão interassistencial. Interassis-
tência: síntese megafraterna.

Ortopensatologia.
Eis, em ordem alfabética, 3 ortopensatas relativas ao tema, classifica-
das em 3 subtítulos:
1. “Autocosmovisão. Aquele que olha para todos os lados é quem alcança maiores au-
tocognições
evolutivas, pois, assim, nascem a atenção dividida, a autotaquirritmia, a pangrafia
e a autocosmovisão.
2. “Autor. A conscin lúcida, autora intrafísica do livro, é a personagem humana mais
assemelhada à consciex lúcida, em função da autocosmovisão corajosa e explícita do mental-
soma.

3. “Cosmovisiologia. A melhor autocosmovisão é a caleidoscópica envolvendo o espa-
ço (Proxêmica) e o tempo (Cronêmica).

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal cosmovisiológico; o holopensene pessoal expansor
da automundividência; a fôrma autopensênica universalista; a autopensenidade paradireitológica;
a autopensenização de abertismo explícito; o automaterpensene interassistencial multidimensio-
nal; os megapensenes; a megapensenidade; os prioropensenes; a prioropensenidade; os lateropen-
senes; a lateropensenidade; os cosmopensenes; a cosmopensenidade; os nexopensenes; a nexo-
pensenidade; a autopensenidade linear cosmoética; a pensenização auto e heterodesassediante;
a assinatura pensênica gesconográfica interassistencial multímoda; o monopólio cosmoético da
autopensenização; a cosmopensenidade interassistencial da autodesperticidade.

Fatologia:
a autocosmovisão do interassistente; a expansão de horizontes interassistenci-
ais, pessoais e coletivos; a amplificação das autocosmovisões existenciais; a ampliação da maturi-
dade parapedagógica tarística alcançada pela autexposição visceral autocrítica; as mudanças na
concepção pessoal do mundo devido à teática interassistencial; a enumeração dos fracassos para
evitação de automimeses dispensáveis; a evitação do entretenimento social midiático da caridade
míope; a ingratidão afunilando a visão de conjunto; a evitação da monovisão curta, acomodatória
e acanhada do “mundinho” pessoal; os excessos egoicos quanto à autoimagem reduzindo a ima-
gem universal; a dileção pelas abordagens interassistenciais comparativas macro-micro; a proli-
ficidade criativa polivalente aplicada a tarefas autoproexológicas interassistenciais; a visão oti-
mista do futuro autevolutivo descortinando neoportunidades de assistência; o sobrepairamento
crescente quanto às mazelas evolutivas naturais da vida humana; a fita nítida da estrada maxi-
proexológica à frente, traçando o itinerário do autocompléxis; a autorrenovação cosmovisiológi-
ca; a condição homeostática de saber identificar e abrir mão do já superado pelo novíssimo; a pre-
ferência pela interassistência autopesquisística anônima, ao invés do assistencialismo superficial
exibicionista; o realismo da tares transmitida sem aspereza energética; a aplicação sistemática do
escrutínio em decisões assistenciais considerando minivariáveis intervenientes; as dificuldades
existenciais revertidas em aprendizado expandindo a automundividência assistencial; a cosmovi-
são desenhando neoportunidades assistenciais autevolutivas; as 12 abordagens cosmovisiológicas
do Memorando Conscienciológico; o próximo passo, adredemente planejado na Escala Evolutiva
das Consciências
por meio da assistência; a autogesconografia caleidoscópica tarística em qualifi-
cação contínua; a autoverbetografia mensal na condição de diário de bordo existencial aberto
à paraconsulta interassistencial pública; a autexperiência basal da coedes para expansão cosmovi-
sionária do interassistente; a doação da autocognição pelo paracérebro; o autodiscernimento cos-
movisiológico holossomático a serviço da interassistência prioritária; a cosmovisão assistencial
alcançando minudências diuturnas no traçado do planejamento autoproexológico; o autodescorti-
no interassistencial crescente, ao modo de cornucópia de benesses autevolutivas, até então inco-
gnoscíveis; a condição confortável da autocosmovisão da conscin intermissivista na terceira idade
física.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático na condição de ex-
pansor das autoparapercepções assistenciais; a autossinalética energoparapsíquica multímoda ma-
peada e respeitada; a autorrevelação das pararrealidades cósmicas; os arcos líricos místico-religi-
osos embaraçando a autocosmovisão parapsíquica; a visão panorâmica retrospectiva da existência
humana nas experiências de quase-morte (EQM); o paraconceptáculo mentalsomático aparelhado
para a interassistência pelas equipexes pessoal e funcional; a conteudística paracerebral ampliada
pela maturidade interassistencial; os ganchos paradidáticos cosmovisiológicos tarísticos in-
terassistenciais; a amplificação do mundo pessoal a partir das vivências autoparaperceptivas pa-
trocinadas pela assistência; a parabagagem autocognitiva seriexológica de peso, alocada para a in-
terassistencialidade; o repertório parafenomenológico pessoal multifacetado disponível à poliva-

lência assistencial; a mundividência autorretrocognitiva seriexológica qualificando a auto e hete-
rassistência; o autopolimorfismo hígido da macrossomaticidade regenerativa autolúcida; a sofis-
ticação interassistencial multidimensional; o acesso teático às Centrais Extrafísicas por meio da
ancoragem autorreciclogênica assistencial contínua; a euforin do autocompléxis alimentado pela
autocosmovisão parapsíquica assistencial; a franqueza cosmoética quanto às pararrealidades evo-
lutivas: a paracasuística assistencial sinalizada pelo pare ou siga no caminho autevolutivo a tri-
lhar; as autoparapercepções cosmoéticas tranquilas buscando o seguimento do fluxo do Cosmos;
as parassincronicidades técnicas pautando a continuidade das ações interassistenciais; a parapros-
pectivação analítica quanto às repercussões diretas e indiretas dos próprios atos nos parafatos as-
sistenciais; a pacificação íntima advinda da autoparacosmovisão tenepessológica 24 horas; a câ-
mara de autorreflexões sobre as pararrealidades imensuráveis; a multidimensionalidade, parater-
reno a ser explorado pela consciência interassistencial, na megaescalada autevolutiva.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo ilação-inspiração; o sinergismo análise-síntese; o siner-
gismo
ampliação autoconsciencial-multivisão autocrítica; o sinergismo ponto de vista-autocon-
cepção;
o sinergismo abertismo-extrapolacionismo; o sinergismo bagagem multicultural-trans-
disciplinaridade;
o sinergismo jovialidade mentalsomática-autocriatividade polivalente.
Principiologia:
o princípio da reciprocidade interassistencial; o princípio do posicio-
namento pessoal
(PPP); o princípio da descrença (PD); o princípio da amplificação da autocons-
ciencialidade;
o princípio da eternidade evolutiva; o princípio da convergência; o princípio da
empatia universal
.
Codigologia:
a expansão do código pessoal de Cosmoética (CPC); o parentendimento
do código grupal de Cosmoética (CGC); a megasseletividade do código das prioridades pessoais
(CPP); o código de valores intrafísicos; o código de princípios intermissivos invioláveis (cláusu-
las pétreas); o código da megafraternidade.
Teoriologia:
a teoria dos múltiplos egos; a teoria da tridotalidade consciencial; a teoria
do paraconhecimento;
a teática interassistencial pessoal; a teoria da autoconscientização multi-
dimensional
(AM); a teoria da autopesquisa da consciência.
Tecnologia:
a holomnemotécnica pessoal; a técnica da projeção mentalsomática; a téc-
nica
da expansão de consciência; a técnica do irrompimento do paracérebro; as técnicas projeti-
vas;
a inteligência evolutiva (IE) das paratécnicas aplicadas; a técnica do detalhismo; a técnica
da circularidade;
a técnica conscienciométrica da conscin-cobaia.
Laboratoriologia:
o labcon cosmovisionário; o laboratório conscienciológico Projeta-
rium
favorecendo a exoprojeção; o laboratório conscienciológico da Autoprojeciologia; o labo-
ratório conscienciológico Cosmoconscientiarium;
o laboratório conscienciológico da Autopense-
nologia;
o laboratório conscienciológico da Autoconscienciometrologia; o laboratório conscien-
ciológico da Autocosmoeticologia
.
Colegiologia:
o Colégio Invisível dos Intermissivistas; o Colégio Invisível dos Epicons;
o Colégio Invisível da Despertologia; o Colégio Invisível da Cosmovisiologia; o Colégio Invisível
da Holomnemonicologia;
o Colégio Invisível dos Pensenologistas; o Colégio Invisível dos Sere-
nões
.
Efeitologia:
o efeito interassistencial do megafoco; o efeito universalista do autodesper-
tamento intermissivo;
o efeito amplificador da retribuição autoproexológica; o efeito libertário
da contribuição automaxiproexológica;
o efeito elucidativo da tenepes 24 horas; o efeito retifica-
dor da hiperacuidade interassistencial;
o efeito autocosmovisiológico da pré-ofiex.
Neossinapsologia:
as neossinapses advindas das autorreflexões extrapolaciológicas; as
neossinapses
resultantes dos parabanhos energéticos confirmatórios; as neossinapses advindas
de semipossessões benignas interassistenciais;
as paraneossinapses; as neossinapses cosmovisio-
lógicas fixadas pelo exercício da autotransafetividade interconsciencial;
as neossinapses mega-
euforizantes próprias do sentimento de paradever cumprido;
as neossinapses autodespertológicas
em níveis de consolidação
.

Ciclologia:
o ciclo de autoparacaptação de neoideias assistenciais; o ciclo de inspira-
ções interassistenciais;
o ciclo de parassoluções cosmoéticas propostas aos assistíveis; o ciclo de
saídas providenciais nos ataques energéticos;
o ciclo de possibilidades assistenciais criativas;
o ciclo de oportunidades paravisiológicas; o ciclo de chances cosmovisiológicas patrocinadas
por amparadores
.
Enumerologia:
a autocosmovisão eventual; a autocosmovisão crescente; a autocosmovi-
são
cambiante; a autocosmovisão libertária; a autocosmovisão duradoura; a autocosmovisão
patrocinada; a autocosmovisão conquistada.
Binomiologia:
o binômio primado da Era Consciencial-primado da autoconscienciali-
dade;
o binômio expansão paracerebral-expansão consciencial; o binômio extrapolação episódi-
ca-extrapolação constante;
o binômio ponto de vista-opinião; o binômio métrica concreta-mé-
trica abstrata;
o binômio dualidade-pluralidade; o binômio hiperacuidade-hololucidez; o binô-
mio autoconformismo-autoinconformismo
.
Interaciologia:
a interação pangrafia-autotaquirritmia; a interação vidência-clarividên-
cia;
a interação cosmovisão-cosmanálise; a interação casuística-fatuística; a interação informa-
ção-notícia;
a interação autorreflexão-pensar grande; a interação cosmograma-conscienciogra-
ma;
a interação átomo-galáxia.
Crescendologia:
o crescendo tenepes-autofiex; o crescendo interassistência individuali-
zada-interassistência pluralizada;
o crescendo assistência monovisiológica-assistência cosmovi-
siológica;
o crescendo varejismo assistencial-atacadismo assistencial; o crescendo egovisão-
-cosmovisão;
o crescendo psicografia-parapsicografia; o crescendo recursos psíquicos-recursos
parapsíquicos
.
Trinomiologia:
o trinômio soltura energossomática-soltura psicossomática-soltura
mentalsomática;
o trinômio sincronicidade-parassincronicidade-megassincronicidade; o trinô-
mio
automotivação-trabalho-lazer; o trinômio iniciativa-executiva-acabativa; o trinômio inter-
disciplinaridade-multidisciplinaridade-transdisciplinaridade;
o trinômio autoquietude-autorre-
flexão-autossilêncio;
o trinômio cérebro-paracérebro-mentalsoma.
Polinomiologia:
o polinômio parapercepção-paraconcepção-autolucidez-autopercuci-
ência;
o polinômio atenção-acuidade-atilamento-discernimento; o polinômio bradipsiquismo-
-normopsiquismo-taquipsiquismo-parapsiquismo;
o polinômio dos autodicionários sinonímico-
-antonímico-poliglótico-analógico;
o polinômio monovisão-minivisão-macrovisão-megavisão;
o polinômio patológico preocupação-conflito-pertúrbio-atribulação; o polinômio Curso Intermis-
sivo-holomemória-autoproéxis-maxiproéxis;
o polinômio intraconsciencialidade-extraconscien-
cialidade-autoconsciencialidade-interconsciencialidade.

Antagonismologia:
o antagonismo exibicionismo assistencial / anonimato assistencial;
o antagonismo elétron / antielétron; o antagonismo fechadismo / abertismo; o antagonismo redu-
cionismo / holismo;
o antagonismo microvisão / macrovisão; o antagonismo apriorismose / tabu-
la rasa;
o antagonismo informação (fato) / opinião (achismo).
Paradoxologia:
os paradoxos da autocosmovisão dupla (intrafísica e extrafísica) na
projetabilidade lúcida;
o paradoxo de as pararrealidades democráticas poderem ser desfrutadas
por poucos;
o paradoxo de os registros universais das parapsicotecas terem o acesso pessoal
restrito;
o paradoxo de a autocosmovisão do interassistente expandir-se com a coexistência des-
vinculada
(coedes); o paradoxo de a grandeza cosmoética atrair mais heterassédio favorecendo
a interassistência;
o paradoxo de a autocosmovisão sobre a antifraternidade permitir o entendi-
mento vivencial da megafraternidade;
o paradoxo de o interassistente, ao cuidar primeiro de si,
ser antiegoico;
o paradoxo (axioma gestáltico) de o todo poder ser maior se comparado à soma
das partes
.
Politicologia:
a democracia direta; a democracia participativa; a parademocracia;
a conscienciocracia; a lucidocracia; a discernimentocracia; a cosmocracia.
Legislogia:
a lei do maior esforço cosmovisiológico em prol da assistência; a lei da pe-
renidade afetiva
.
Filiologia:
a autocosmovisiofilia; a autognosiofilia.

Sindromologia:
a remissão definitiva do sentimento de inadequação existencial, próprio
da síndrome do estrangeiro (SEST) ou síndrome de abstinência da autoparaprocedência, devido
à autocosmovisão decorrente das parexcursões extraplanetárias.
Maniologia:
a mania de se acreditar possuidor ou possuidora da verdade absoluta infusa.
Holotecologia:
a pensenoteca; a cognoteca; a ideoteca; a intelectoteca; a mentalsomato-
teca
; a experimentoteca; a cosmoconsciencioteca; a proexoteca; a consciencioterapeuticoteca;
a parapsicoteca.
Interdisciplinologia:
a Autocosmovisiologia; a Multidimensiologia; a Interassistencio-
logia; a Autopensenologia; a Intrafisicologia; a Autoconviviologia; a Heteroconviviologia; a In-
vexologia; a Cosmoconscienciologia; a Autorrecinologia; a Autoproexologia; a Autoconsciencio-
metrologia; a Parapasicotecologia; a Pré-Intermissiologia; a Autorrevezamentologia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a conscin adiante do próprio tempo; a conscin globe trotter; a conscin via-
jada; a conscin cosmopolita; o indivíduo poliglota; a consciex transmigrada; a personalidade poli-
queixosa de visão curta; a isca humana bitolada; a conscin autolúcida; o ser desperto; o ser inte-
rassistencial; a conscin enciclopedista; a parelencologia pessoal; a semiconsciex; o ser Serenão;
a Consciex libera (CL).

Masculinologia:
o cosmovisionário; o cosmovisiologista; o intermissivista comprometi-
do; o holomemorialista sagaz; o holomemoriólogo veterano; o autor conscienciológico tarístico;
o agente retrocognitor cosmoético; o projecioterapeuta lúcido; o consciencioterapeuta autexem-
plarista; o conscienciômetra verbaciológico; o inversor existencial pragmático; o reciclante exis-
tencial jovial; o tenepessista dedicado; o ofiexista veterano; o autoproexista exitoso; o maxiproe-
xista produtivo; o reeducador exemplar; o duplista leal; o intelectual parapsíquico; o projetor
consciente; o maxidissidente ideológico; o teleguiado autocrítico; o homem de ação; o evolució-
logo.

Femininologia:
a cosmovisionária; a cosmovisiologista; a intermissivista comprometida;
a holomemorialista sagaz; a holomemorióloga veterana; a autora conscienciológica tarística;
a agente retrocognitora cosmoética; a projecioterapeuta lúcida; a consciencioterapeuta autexem-
plarista; a conscienciômetra verbaciológica; a inversora existencial pragmática; a reciclante exis-
tencial jovial; a tenepessista dedicada; a ofiexista veterana; a autoproexista exitosa; a maxiproe-
xista produtiva; a reeducadora exemplar; a duplista leal; a intelectual parapsíquica; a projetora
consciente; a maxidissidente ideológica; a teleguiada autocrítica; a mulher de ação; a evolució-
loga.

Hominologia:
o Homo sapiens cosmovisiologus; o Homo sapiens pensenologus; o Ho-
mo sapiens interassistentialis;
o Homo sapiens autopensenicus; o Homo sapiens orthopenseni-
cus;
o Homo sapiens autopensenisator; o Homo sapiens reflexivus; o Homo sapiens analyticus;
o Homo sapiens conscientiocentricus; o Homo sapiens intrassomaticus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
autocosmovisão jejuna do interassistente = a mundividência da conscin
intermissivista assistencial inexperiente; autocosmovisão veterana do interassistente = a mundivi-
dência da conscin intermissivista assistencial erada.

Culturologia:
a cultura útil; a cultura ampla, geral e irrestrita; a cultura da interassis-
tência autolúcida;
a cultura do autodiscernimento interassistencial; a cultura do assistencialismo
tacanho;
a cultura tarística; a cultura enciclopédica; a cultura da globalização.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com a autocosmovisão do interassistente, indicados para a ex-
pansão das abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens inte-
ressados:
01. Aceitação cosmovisiológica: Cosmovisiologia; Homeostático.
02. Amensurabilidade: Cosmovisiologia; Neutro.
03. Autocomprometimento: Proexologia; Neutro.
04. Autocosmovisão inventarial: Paracosmovisiologia; Neutro.
05. Autopensenização cosmovisiológica: Cosmovisiologia; Homeostático.
06. Autovisão coletiva: Cosmovisiologia; Neutro.
07. Cosmoconsciência: Comunicologia; Homeostático.
08. Cosmovisiologia: Cosmoconscienciologia; Homeostático.
09. Cosmovisiólogo: Cosmovisiologia; Homeostático.
10. Fórmula SEI: Paradireitologia; Homeostático.
11. Inteligência evolutiva: Autevoluciologia; Homeostático.
12. Magnificação mentalsomática: Cosmovisiologia; Homeostático.
13. Medida interplanetária: Paracosmovisiologia; Homeostático.
14. Paraconceptáculo mentalsomático: Paracerebrologia; Homeostático.
15. Parexcursão interplanetária: Intermissiologia; Homeostático.

AS AUTORRECINS EXIGIDAS PELO
EPICENTRISMO CONS-
CIENCIAL AUTOLÚCIDO EXPANDEM PARAPSIQUICAMENTE
A
AUTOCOSMOVISÃO DO INTERASSISTENTE, IMPLEMEN-
TANDO
NEOPERSPECTIVAÇÕES AUTODESPERTOLÓGICAS.


Questionologia.
Você, leitor ou leitora, tem vivenciado a expansão da autocosmovisão
no exercício da interassistência autolúcida? Desde quando? Com quais resultados?

Bibliografia Específica:

1. Balona, Málu; Autocura através da Reconciliação: Estudo Prático sobre Afetividade; pref. 1ª edição Ma-
rina Thomaz; pref. 2ª edição Daniel Muniz; pref. 3ª edição Cristina Arakaki; pref. 4ª edição Allan Gurgel; revisor Marcelo
Bellini; 368 p.; 2 seções; 11 caps.; 124 adágios; 23 E-mails; 1 entrevista; 56 enus.; 2 escalas; 1 esquema; 1 foto; 10 gráfs.;
6 ilus.; 1 microbiografia; 5 quadros sinópticos; 4 questionários; 3 séries harmônicas; 2 tabs.; 18 técnicas; 5 teorias; 21
websites;
glos. 86 termos; 25 infográficos; 20 cenografias; 84 filmes; posf.; 338 refs.; 28 webgrafias; 2 apênds.; alf.; 21
x 14 cm; enc.; sob.; 4ª Ed. rev. e aum.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2015; página 245.
2. Vieira, Waldo; Dicionário de Argumentos da Conscienciologia; revisores Equipe de Revisores do Holoci-
clo; 1.572 p.; 1 blog; 21 E-mails; 551 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 18 fotos; glos. 650 termos; 19 websites;
alf.; 28,5 x 21,5 x 7 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; página 509.
3. Idem; Homo sapiens pacificus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 24 seções; 413
caps.; 403 abrevs.; 38 E-mails; 434 enus.; 484 estrangeirismos; 1 foto; 37 ilus.; 168 megapensenes trivocabulares; 1 mi-
crobiografia; 36 tabs.; 15 websites; glos. 241 termos; 25 pinacografias; 103 musicografias; 24 discografias; 20 cenogra-
fias; 240 filmes; 9.625 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21,5 x 7 cm; enc.; 3ª Ed. Gratuita; Associação Internacional do Centro
de Altos Estudos da Conscienciologia
(CEAEC); & Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2007; páginas
22, 26, 158, 204, 233, 546, 571, 638, 887, 908, 909, 1.005 e 1.007.
4. Idem; Homo sapiens reurbanisatus; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 1.584 p.; 24 seções; 479
caps.; 139 abrevs.; 12 E-mails; 597 enus.; 413 estrangeirismos; 1 foto; 40 ilus.; 1 microbiografia; 25 tabs.; 4 websites;
glos. 241 termos; 3 infográficos; 102 filmes; 7.665 refs.; alf.; geo.; ono.; 29 x 21 x 7 cm; enc.; 3ª Ed. Gratuita; Associação
Internacional do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia
(CEAEC); Foz do Iguaçu, PR; 2004; páginas 36, 70, 85,
97, 104, 111, 121, 127, 132, 140, 164, 219, 228, 840, 862 e 1.031.

5. Idem; Léxico de Ortopensatas; revisores Equipe de Revisores do Holociclo; 2 Vols.; 1.800 p.; Vols.
1 e 2; 1 blog; 652 conceitos analógicos; 22 E-mails; 19 enus.; 1 esquema da evolução consciencial; 17 fotos; glos. 6.476
termos; 1.811 megapensenes trivocabulares; 1 microbiografia; 20.800 ortopensatas; 2 tabs.; 120 técnicas lexicográficas;
19 websites; 28,5 x 22 x 10 cm; enc.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2014; páginas 176, 230
e 447.

M. L. B.