Enciclopédia da Conscienciologia

Texto do Verbete :


ACRONOLOGIA DA RECIN

(AUTOTAQUICOGNICIOLOGIA)


I. Conformática

Definologia.
A acronologia da recin é a condição de instantaneidade ou atemporalidade
entre a tomada de megadecisão e implementação das autorrenovações, de modo autoconsciente,
prioritário e taquirrítmico, consequência da convergência de sucessão de resoluções lúcidas frente
à tarefa de reciclagem intraconsciencial (recin), segundo o emprego teático da inteligência evolu-
tiva
(IE), universalista, cosmoética.
Tematologia.
Tema central neutro.
Etimologia.
O primeiro prefixo a provém do idioma Grego, a, “negação; privação”.
A palavra cronologia vem do mesmo idioma Grego, khronología, “Ciência das medidas de tem-
po”, constituída por khrónos, “tempo”, e por lógos, “Ciência; Arte; tratado; exposição cabal; tra-
tamento sistemático de 1 tema”. Apareceu no Século XV. O segundo prefixo re deriva do idioma
Latim, re, “retrocesso; retorno; recuo; repetição; iteração; reforço; intensificação”. O termo ciclo
procede também do idioma Latim, cyclus, “período de anos”, e este do idioma Grego, kyklos,
“círculo; roda; esfera”. Surgiu no Século XVIII. O terceiro prefixo intra provém igualmente do
idioma Latim, intra, “dentro de; no interior de; no intervalo de”. O vocábulo consciência vem do
mesmo idioma Latim, conscientia, “conhecimento de alguma coisa comum a muitas pessoas; co-
nhecimento; consciência; senso íntimo”, e este do verbo conscire, “ter conhecimento de”. Apare-
ceu no Século XIII.
Sinonimologia:
1. Atemporalidade da recin. 2. Aqui-agora-já da recin. 3. Instantanei-
dade resolutiva da recin. 4. Instantaneidade da megadecisão recicladora.
Neologia.
As 3 expressões compostas acronologia da recin, acronologia da minirrecin
e acronologia da megarrecin são neologismos técnicos da Autotaquicogniciologia.
Antonimologia:
1. Procrastinação da recin. 2. Dilação da autorrecin. 3. Leniência reci-
nológica. 4. Posicionamento antirrecin.
Estrangeirismologia:
a evitação do laissez-faire, laissez-aller, laissez-passer; a perso-
nalidade strong profile recicladora; o break-even point da megadecisão.
Atributologia:
predomínio das faculdades mentais, notadamente do autodiscernimento
quanto ao taquipsiquismo aplicado à reciclagem intraconsciencial.

II. Fatuística

Pensenologia:
o holopensene pessoal da reciclagem instantânea; a capacidade de mudar
instantaneamente o conjunto de regras de pensenizar; os reciclopensenes; a reciclopensenidade;
os parapensenes; a parapensenidade; os evoluciopensenes; a evoluciopensenidade; os nexopense-
nes; a nexopensenidade; os ortopensenes; a ortopensenidade; os taquipensenes; a taquipenseni-
dade.

Fatologia:
a acronologia da recin; as reparações instantâneas das falhas e erros; as mu-
danças íntimas decididas e implementadas no presente-futuro; a mudança imediata ao “cair a fi-
cha”
; a vivência da autossinceridade cosmoética estarrecedora exercendo força para a conjugação
da decisão-ação imediata; a inteligência evolutiva da autorreparação instantânea do erro; as in-
junções positivas para a mudança on time; a decisão taquipensênica consciente pela correção pes-
soal; a queima de etapas na mudança íntima; os influxos instantâneos da neoideia; o ato de não
repetir o mau hábito antievolutivo; a eliminação imediata das autossabotagens antievolutivas;
a mudança instantânea do megafoco; a Impactoterapia como ferramenta evolutiva para a autorre-
ciclagem acronológica; o processo de reciclagem instantânea da Impactoterapia; a Ficha Evoluti-
va Pessoal
(FEP) otimizada pela implementação da atemporalidade da recin; a reciclagem intra-
consciencial de base mentalsomática; o apoio dos amparadores nas decisões lúcidas cosmoéticas;

o quantum de energia da recin exitosa; a quebra do “canto da sereia” pela realização da mudança
pessoal; o ponto de inflexão da mudança de patamar; a personalidade forte efetivando mudança
íntima sem perda de tempo; a lucidez quanto à realidade “o tempo quem faz é a consciência”;
o ponto de viragem na reciclagem do megassediador; os autodesafios da proéxis recicladora de
comportamentos multisseculares; a libertação da interprisão pelo uso da liberdade de ser e viver
de modo cosmoético; o fato de conquistar autoridade moral para a recomposição grupocármica
a partir da recin no tempo correto; o ato de romper com o erro pela força da vontade, sem
delongas; a diminuição temporal no autodesenvolvimento do trafal na condição de superação do
elo fraco da corrente recinológica; o autodesassédio evolutivo decorrente da defesa de verbete no
Tertuliarium;
a meta-desafio da autodesperticidade em 3 anos; as vivências com os cons magnos
da hiperacuidade pessoal.

Parafatologia:
a autovivência do estado vibracional (EV) profilático instantâneo; o uso
mentalsomático do poder da decisão no aqui-agora-já; a capacidade de identificação do fluxo cós-
mico; a destruição cosmoética dos maus hábitos antievolutivos logo após a paravivência de ex-
pansão de consciência; as lições discretas, porém irresistíveis, recebidas pela tenepes; a mudança
imediata de comportamento como sendo o atestado de veracidade da paravivência da cosmocons-
ciência.

III. Detalhismo

Sinergismologia:
o sinergismo trafor-autodiscernimento; o sinergismo autorreflexão ta-
quirrítmica-ponderação-determinação imediata;
o sinergismo entre todas as aprendizagens no
tempo propiciando as reciclagens taquirrítmicas
.
Principiologia:
o princípio do aqui-agora-já aplicado à maturidade das decisões no ti-
ming certo para as recins;
o princípio da megafraternidade gerando a autoexigência de recins
imediatas;
o princípio da autorreeducação evolutiva; o princípio do se não presta, não presta
mesmo, não adianta fazer maquilagem;
o princípio de não dourar a pílula.
Codigologia:
o código pessoal de Cosmoética (CPC).
Teoriologia:
a teoria da Paracronologia; a teoria da recéxis; a teoria da invéxis; a teo-
ria da seriéxis;
a teoria da inteligência evolutiva.
Tecnologia:
a técnica da decisão, no único tempo real, o já; as técnicas da autoconsci-
encioterapia;
as técnicas conscienciométricas; a paratécnica da tenepes; a técnica da autorrefle-
xão de 5 horas;
a técnica de viver evolutivamente; a técnica da autoimpacterapia; a técnica do
uróboro introspectivo;
a técnica de autocorreção instantânea; a técnica da mudança pacífica
e instantânea do bloco de manifestações
.
Laboratoriologia:
o laboratório conscienciológico da Paracronologia; o laboratório
conscienciológico da Recexologia;
o laboratório conscienciológico da Pensenologia.
Colegiologia:
o Colégio Invisível da Paracronologia; o Colégio Invisível da Recexolo-
gia;
o Colégio Invisível da Invexologia; o Colégio Invisível da Projeciologia; o Colégio Invisível
da Dessomática;
o Colégio Invisível da Longevidade; o Colégio Invisível da Proexologia.
Efeitologia:
os efeitos imediatos da recin; os efeitos recicladores da EQM; os efeitos si-
lenciosos da tenepes nas recins;
o efeito halo da recin no tempo correto; o efeito de desfazer
o defeito na recin;
o efeito autobenigno da antivitimização; o efeito criptonita na recin; o efeito
potencializador da recin no momento evolutivo acertado;
a força da mudança gerando efeitos in-
terassistenciais
.
Neossinapsologia:
as autoneossinapses resultantes da decisão pela possibilidade de ins-
tantaneidade na mudança;
a potencialização imediata sináptica e parassináptica da mudança com
a cosmovisão.
Enumerologia:
o estabelecimento do tempo da recin; o estabelecimento da reciclagem
on time;
o estabelecimento da taquirritmia reeducaciológica; o estabelecimento da aceleração da
História Pessoal; o estabelecimento da autodisponibilidade recinológica; o estabelecimento do
tempo do autenfrentamento; o estabelecimento da dinamização de neocondutas prioritárias.

Binomiologia:
o binômio decisão pessoal-pacificação íntima; o binômio decisão-deter-
minação;
o binômio admiração-discordância; o binômio recin exitosa-homeostase holossomá-
tica
.
Interaciologia:
a interação semperaprendente-amparador técnico; a interação vontade
consciente-reciclagem intraconsciencial;
a interação recin acronológica-pacificação íntima;
a interação autorreflexão cosmoética-anticonflituosidade.
Crescendologia:
o crescendo tempo correto das recins-compléxis; o crescendo recin na
hora certa-potencialização da interassistencialidade
.
Trinomiologia:
o trinômio vontade-decisão-recin; o trinômio erro-autorreflexão-cor-
reção
.
Polinomiologia:
o polinômio erro-arrependimento-remorso-recin; o polinômio vontade-
-intenção-decisão-ação
.
Politicologia:
a política da autorrenovação na Cronologia e Paracronologia corretas;
a política da autevolução pela autocientificidade cosmoética.
Legislogia:
a lei do maior esforço; a lei do livre-arbítrio na escolha do tempo da recin;
a lei da inevitabilidade evolutiva.
Filiologia:
a recexofilia; a recinofilia; a paracronofilia; a evoluciofilia; a neofilia; a ver-
ponofilia; a reeducaciofilia.
Fobiologia:
a cronofobia; a cainofobia; a decidofobia impedindo o aproveitamento lúci-
do das janelas para as autorrecins on time.
Sindromologia:
a síndrome do estrangeiro; a síndrome da dispersão consciencial; a sín-
drome da banalização consciencial;
a síndrome da autovitimização; a síndrome do perdularismo
evolutivo;
a síndrome da ectopia afetiva (SEA); a síndrome de abstinência da Baratrosfera
(SAB).
Mitologia:
a superação do mito da irreparabilidade na autevolução.
Holotecologia:
a consciencioterapeuticoteca; a conscienciometroteca; a cosmoeticoteca;
a cognoteca; a cronoteca; a parapsicoteca; a traforoteca; a recexoteca; a teaticoteca.
Interdisciplinologia:
a Autotaquicogniciologia; a Taquipsicologia; a Taquipensenolo-
gia; a Paracronologia; a Cosmoconscienciologia; a Recinologia; a Recexologia; a Reeducaciolo-
gia; a Evoluciologia; a Parageneticologia; a Despertologia; a Invexologia; a Intermissiologia;
a Cosmoeticologia; a Mentalsomatologia; a Pensenologia; a Cosmovisiologia; a Autodiscerni-
mentologia; a Autodecidologia; a Autoconscienciometrologia; a Autoconsciencioterapia.

IV. Perfilologia

Elencologia:
a conscin lúcida; a isca humana lúcida; o ser desperto; o ser interassisten-
cial; a conscin enciclopedista.

Masculinologia:
o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico;
o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o compassageiro evolu-
tivo; o completista; o comunicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o conscienciotera-
peuta; o macrossômata; o conviviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o ree-
ducador; o epicon lúcido; o escritor; o evoluciente; o exemplarista; o intelectual; o reciclante exis-
tencial taquipsíquico; o inversor existencial; o maxidissidente ideológico; o tenepessista; o ofie-
xista; o parapercepciologista; o pesquisador; o projetor consciente; o sistemata; o tertuliano;
o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de ação.

Femininologia:
a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica;
a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a compassageira evolu-
tiva; a completista; a comunicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a conscienciotera-
peuta; a macrossômata; a convivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a ree-
ducadora; a epicon lúcida; a escritora; a evoluciente; a exemplarista; a intelectual; a reciclante
existencial taquipsíquica; a inversora existencial; a maxidissidente ideológica; a tenepessista;

a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a projetora consciente; a sistemata; a tertulia-
na; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de ação.

Hominologia:
o Homo sapiens autocorrector; o Homo sapiens autoperquisitor; o Homo
sapiens autolucidus;
o Homo sapiens recyclans; o Homo sapiens tachyrhythmicus; o Homo sa-
piens tachypsychicus;
o Homo sapiens tachymnemonicus; o Homo sapiens cosmoethicus; o Homo
sapiens autocriticus;
o Homo sapiens autolucidus.

V. Argumentologia

Exemplologia:
acronologia da minirrecin = a instantaneidade da mudança no comporta-
mento em decorrência da vivência da experiência de quase morte (EQM); acronologia da megar-
recin = a instantaneidade da mudança no comportamento em decorrência da vivência da cosmo-
consciência.

Culturologia:
a cultura da autossuperação consciencial; a cultura da autonomia evolu-
tiva
.

Postura.
Pela ótica da Recinologia, há conscins autoimperdoadoras em relação à lei do
maior esforço
aplicada à implementação de reciclagem intraconsciencial de maneira constante
e imediata, enquanto, outras, autossabotadoras, esforçam-se para não olhar os próprios defeitos,
vícios e maus hábitos, relegando as mudanças íntimas para o momento de autossaturação intra-
consciencial.

Instrumentos.
Pela Autoconsciencioterapia, a superação dos comportamentos anticos-
moéticos pela megadecisão evolutiva é marcada pelo pen do pensene autolúcido, podendo ser ge-
rada a partir dos 4 instrumentos listados na ordem alfabética:
1. Autacareação cosmoética: a autoconfrontação dos fatos e parafatos envolvendo a re-
cin pessoal.
2. Autoimperdoamento: a postura autoimperdoadora para a renovação desafiante de
superação de limites temporários.
3. Expansão de consciência: as mutações instantâneas de traços comportamentais após
as expansões conscienciais.
4. Megaimpactoterapia: a cirurgia consciencial transformadora; a Cosmoética Destru-
tiva.

VI. Acabativa

Remissiologia.
Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-
tica, 15 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com a acronologia da recin, indicados para a expansão das
abordagens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
01. Autodecisão crítica: Autodecidologia; Neutro.
02. Autoimperdoador: Holomaturologia; Homeostático.
03. Autoprontidão: Recexologia; Homeostático.
04. Autorrestauração imediata: Autodisciplinologia; Homeostático.
05. Ciclo reparatório: Autorrecexologia; Homeostático.
06. Defeito desfeito: Autorrecexologia; Homeostático.
07. Instantaneidade consciencial: Instantaneologia; Homeostático.
08. Instantâneo evolutivo: Instantaneologia; Homeostático.
09. Liberdade interior: Autocogniciologia; Neutro.
10. Momento da megadecisão: Recexologia; Neutro.
11. Momento evolutivo: Paracronologia; Neutro.

12. Recin: Recexologia; Homeostático.
13. Taquirritmia megagescônica: Megagesconologia; Neutro.
14. Uróboro introspectivo: Autoprospecciologia; Neutro.
15. Viragem do megassediador: Terapeuticologia; Homeostático.

A CONSCIÊNCIA AUTOLÚCIDA AO DECIDIR EXERCITAR
A
ACRONOLOGIA DA RECIN CATALISA EXTRAPOLAÇÕES
AUTEVOLUTIVAS DE
MEGAUTORRECUPERAÇÃO DE CONS,
ACELERANDO
A AUTOMEGARRENOVAÇÃO CONSCIENCIAL.


Questionologia.
A acronologia da recin já chegou a você, leitor e leitora? Quais provei-
tos evolutivos você vem obtendo com a liberdade de mudar a si mesmo(a) de modo mais pre-
mente?

Bibliografia Específica:


1. Vieira, Waldo; Projeciologia: Panorama das Experiências da Consciência Fora do Corpo Humano;
revisores Alexander Steiner; et al.; 1.248 p.; 18 seções; 525 caps.; 150 abrevs.; 16 E-mails; 1 foto; 43 ilus.; 1 microbio-
grafia; 1 sinopse; 2 websites; glos. 300 termos; 2.041 refs.; alf.; geo.; ono.; 28 x 21 x 7 cm; enc.; 5ª Ed.; Instituto Interna-
cional de Projeciologia e Conscienciologia
(IIPC); Rio de Janeiro, RJ; 2002; páginas 133, 146 e 852.
2. Idem; 700 Experimentos da Conscienciologia; 1.058 p.; 40 seções; 100 subseções; 700 caps.; 147 abrevs.;
1 cronologia; 600 enus.; 272 estrangeirismos; 2 tabs.; 300 testes; glos. 280 termos; 5.116 refs.; alf.; geo.; ono.; 28,5 x 21,5
x 7 cm; enc.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994; páginas 288 e 588.

M. D. S.